quarta-feira, 28 de outubro de 2009

4º Granfondo do Brasil de Ciclismo acontecerá no dia 8 de novembro

Prova será realizada entre as cidades de Ubatuba (local da largada e chegada) e Parati, cidade do Litoral Sul do Estado do Rio de Janeiro.

Um dos eventos mais esperados do calendário da Federação Paulista de Ciclismo (FPC) está se aproximando e começa a agitar os ciclistas. No próximo dia 8 de novembro, a FPC organiza o 4º Granfondo do Brasil de Ciclismo, que acontecerá entre as cidades de Ubatuba (local da largada e chegada) e Parati, cidade do Litoral Sul do Estado do Rio de Janeiro.
“O Granfondo do Brasil é uma prova totalmente diferente das outras que são realizadas no Brasil. Não é uma competição apenas para os atletas profissionais, mas também para os ciclistas que pedalam aos finais de semana, que pedalam porque gostam de andar bike”, disse o vice-presidente da Federação Paulista de Ciclismo (FPC), Marcos Mazzaron.

“É a única competição de ciclismo do país que é realizada na estrada para todas as categorias, o que já é um grande atrativo. O evento vem crescendo a cada ano e a edição de 2009 tem tudo para ser a melhor prova até agora, já que a procura está sendo muito boa”, acrescentou o dirigente, que espera a participação de 800 atletas.

A competição faz parte da programação do Viradão Esportivo, evento de abrangência nacional que visa incentivar as mais diversas práticas esportivas. O Viradão Esportivo tem o apoio da Rede Globo e do canal Sportv.

O 4º Granfondo do Brasil de Ciclismo será disputado em duas categorias: a Mediofondo, que terá 106 quilômetros, e a Granfondo com 160 quilômetros.

A Mediofondo terá treze classes: Feminino-F-1 (18 anos acima) Classe Pro; Feminino-F2 (18 a 34 anos) Classe Amadora e Consultorias; Feminino-F3 (acima de 35 anos) Classe Amadora e Consultorias; Sênior-S1 (19 a 29 anos) Classe Amadora e Consultorias; Máster-M1 (30 a 34 anos) Classe Amadora e Consultorias; Máster-M2 (35 a 39 anos) Classe Amadora e Consultorias; Veterano 1-V1 (40 a 44 anos) Classe Amadora e Consultorias; Veterano 2-V2 (45 a 49 anos) Classe Amadora e Consultorias; Veterano 4-V4 (45 a 49 anos) Classe Pro; Gentleman-G1 (50 a 54 anos) Classe Amadora e Consultorias; Gentleman-G2 (50 a 54 anos) Classe Pro; Supergentleman-SG1 (acima de 55 anos) Classe Amadora e Consultorias; e Supergentleman-SG2 (acima de 55 anos) Classe Pro.

Já o Granfondo terá quatro categorias: Sênior-S2 (19 a 29 anos) Classe Pro; Máster-M3 (30 a 34 anos) Classe Pro; Máster-M4 (35 a 39 anos) Classe Pro; e Veterano 3-V3 (40 a 44 anos) Classe Pro.

As inscrições antecipadas para a competição custam R$ 100,00 e podem ser feitas no site da Federação Paulista de Ciclismo (FPC) –(www.fpciclismo.org.br)– ou na sub-sede da entidade, que fica localizada na Avenida Senador Vergueiro, 4.771, em São Bernardo do Campo.

A organização do evento distribuirá medalhas para todos os ciclistas que completarem a prova. Já os atletas que terminarem entre os cinco primeiros colocados de todas as categorias receberão brindes, além de medalhas.

A premiação especial será para os atletas que ficarem entre os cinco primeiros colocados na geral do Granfondo Masculino, do Mediofondo Masculino e do Mediofondo Feminino. O campeão de cada uma das três categorias levará para a casa R$ 500,00 enquanto o vice-campeão fica com R$ 400,00. O terceiro tem direito a R$ 300,00, o quarto a R$ 400,00 e o quinto colocado fatura R$ 100,00.

A 4ª Edição do Granfondo do Brasil de Ciclismo é organizada pela Federação Paulista de Ciclismo e MZ2 Eventos. A competição tem os patrocínios do Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo, Banco do Brasil, Nossa Caixa, Sundown Bikes & Motos, CCR, Prefeitura Municipal de Ubatuba e Polícia Rodoviária Federal. O evento também tem o apoio “Kuruma.com.br”, DKS Bike, Scattone Bicicletas e Eduardo Puertollano Bicicletas.

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas no site www.fpciclismo.org.br ou pelo telefone (11) 4367-3777.

Fonte: FPC

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Best Tour de France footage ever filmed?

Como descer a serra de Campos...rsss

Honda anuncia venda de simulador de bicicleta em 2010


Aparelho foi desenvolvido no Japão com a finalidade de educar os ciclistas e promover a segurança no trânsito.


A Honda anunciou recentemente que planeja comercializar no Japão, a partir de fevereiro de 2010, um simulador de bicicleta desenvolvido com a finalidade de educar os ciclistas em relação à segurança no trânsito. A empresa aceitará pré-encomendas do aparelho a partir de novembro deste ano.
Por experimentarem com o simulador os possíveis riscos que podem ser enfrentados nas ruas, os ciclistas vão melhorar sua capacidade de prevê-los e aumentar sua sensibilização para a segurança.
Além disso, como o simulador de bicicleta possui um sistema de avaliação, permitirá que os ciclistas aprendam as regras e costumes de trânsito de maneira agradável.
A Honda tem como objetivo a utilização generalizada deste simulador pelas pessoas, incluindo órgãos públicos, organizações responsáveis pela aplicação das leis de trânsito, escolas de condução e instituições de ensino que realizam programas de educação para a segurança no trânsito, principalmente voltados às bicicletas, crianças em idade escolar e idosos.
Principais características do simulador de bicicleta Honda:
Design compacto (2.270 mm de comprimento x 1.400 mm de altura × 990 mm de largura e peso de 88 kg);
Equipado com monitores para verificar a traseira e os lados direito e esquerdo;
Equipado com um sensor de pé que reconhece a ação de andar de bicicleta do usuário;
Contém cursos diferentes, como “indo à escola”, “indo ao supermercado” e “indo a uma rua de comércio local”, para oferecer experiências realistas para grupos diferentes de usuários;
Contém um curso para o usuário a aprender as leis de trânsito e as maneiras a andar de bicicleta no tráfego misto;
Após a simulação, o caminho do ciclista pode ser revisto no monitor a partir de vários pontos de vista: frente, trás, esquerda e direita;
Expectativa de vendas no Japão: 500 unidades por ano;
Preço de varejo no Japão: 732.900 ienes (com impostos e taxa de entrega) ou cerca de 14.000 reais.
Sobre a Honda – Aproveitando o conhecimento acumulado por meio de suas atividades para promover a segurança no trânsito desde 1964, a Honda desenvolve e comercializa simuladores de motocicletas e de automóveis desde 1996 e 2001, respectivamente. O desenvolvimento de simuladores é uma das ações da empresa para promover a educação e segurança no trânsito.
Fonte: Motonline

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

VO2 Campos do Jordão


Granfondo

Team Allez,

Segue abaixo o valor da diária para o fds da corrida.

Diária:
casal apartamento piso superior R$ 150,00
casal apartamento piso térreo R$ 130,00
apartamento standard 03 pessoas R$ 182,00
apartamento standard 04 pessoas R$ 220,00
apartamento standard 05 pessoas R$ 280,00
Para pagamento em dinheiro ou cheque, 10% de desconto.

Check in 06/11 e check out 08/11.

Pré reservei 02 casais (uma minha e outra para o Douglas) piso superior e 01 standard para 05 pessoas.
Quem preferir ficar sozinho tem que fechar até quarta-feira.
Os 5 primeiros que fecharem ficarão no apartamento de 5 camas (sairá R$ 112,00 o fds).

Daqui pra frente será com vocês.

Tratem diretamente com a Simone.

Rua Lola Kerr, 391 – Ubatuba – São Paulo – Brasil
Tel: (12) 3832- 2812 / 3832-4757

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

4º Granfondo do Brasil de Ciclismo


4º Granfondo do Brasil de Ciclismo
Em Ubatuba, São Paulo, dia 8 de novembro.

Clique aqui para baixar o anexo original.
Apresentação
Após muita expectativa, apresentamos a 4ª Edição do GRANFONDO DO BRASIL DE CICLISMO, evento que tem atraído muitos participantes desde o primeiro ano. O foco principal é a confraternização entre os ciclistas federados e ciclistas aficionados. A organização está sob responsabilidade da Federação Paulista de Ciclismo e da empresa MZ2 Eventos; realização da Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo do Governo do Estado de São Paulo, Prefeitura Municipal de Ubatuba e Polícia Rodoviária Federal.
INSCRIÇÕES ANTECIPADAS (ATÉ 4 DE NOVEMBRO DE 2009)
VALOR: R$ 100,00
PAGTO.: Depósito Bancário Identificado – BANCO: 399 – HSBCFAVORECIDO: Federação Paulista de CiclismoAG.: 0455 – Rudge Ramos/C. CORRENTE Nº: 04149-19(Obrigatória a apresentação do comprovante de Depósito Identificado na Retirada dos Kits.)
LOCAL: Sub-Sede FPC – Av. Sen. Vergueiro, 4771 – Rudge RamosS.B. Campo – SP – Fone: 11. 4367.3777 – Fax: 4368.1091ON LINE: clique aqui.
INSCRIÇÕES EM UBATUBA (6 E 7 DE NOVEMBRO)
VALOR: R$ 150,00LOCAL: UBATUBA PALACE HOTEL -R. Cel. Domiciano, 500 – CentroUbatuba – Fone/Fax: 12. 3832.4500 – www.ubatubapalace.com.brHORÁRIO: 10h00 às 18h00
RETIRADA DO KIT (6 E 7 DE NOVEMBRO)
KIT DE PARTICIPAÇÃO: Número, Camiseta do Evento e Chip.LOCAL: UBATUBA PALACE HOTEL -R. Cel. Domiciano, 500 – CentroUbatuba – Fone/Fax: 12. 3832.4500 – www.ubatubapalace.com.brRETIRADA E INSTALAÇÃO DO CHIP: das 10h às 18h00CONDIÇÃO DE ENTREGA DO CHIP: RG original.OBS.: Não haverá entrega de kits no dia do evento!
LARGADA/CHEGADA
LOCAL: Av. Iperuig, nº 542 – Centro de Ubatuba – SP (Av.da Praia)LARGADA: às 8h00 para todas as categorias.CHEGADA: MEDIOFONDO (106KM) – aprox. às 10h30;GRANFONDO (160KM) – aprox. às 11h45.ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Haverá uma “Área Vip” para todos os participantes na Largada/Chegada com: água e frutas, oferecidas pela Organização do Evento.ACOMPANHAMENTO: Todo o veículo, deverá obedecer às orienta-ções da Polícia Rodoviária Federal e da Organização do Evento.ASSISTENCIA MÉDICA: O evento contará com “AMBULANCIAS UTI” – equipadas com médicos, para-médicos e enfermeiros, na área de concentração de largada/chegada e circulando no trajeto.
ASSISTENCIA TÉCNICA
A Organização, disponibilizará 6 Postos de Apoio no percurso de competição, em locais fixos pré-estabelecidos. O atleta poderá utilizar estes espaços também para montar o seu Suporte Técnico;
O evento contará com apoio mecanico terceirizado. Em caso de troca de peças essenciais para sua bike, o acerto será diretamente com o mecanico.
ASSISTENCIA TÉCNICA E ALIMENTAR
- Haverá 6 (seis) Postos de Apoio no percurso, com água e frutas:
Aproximadamente – 29,5 km de competição;
Aproximadamente – 46,4 km de competição;
Aproximadamente – 72,7 km de competição;
Aproximadamente – 92,0 km de competição;
Aproximadamente – 111,0 km de competição;
Aproximadamente – 122,6 km de competição.
ATENÇÃO
Os participantes terão a oportunidade de pedalar e conhecer uma região totalmente preservada do Litoral Norte do Estado de São Paulo e Litoral Sul do Estado do Rio de Janeiro, pedalando ao nível do mar, onde normalmente a temperatura é elevada, por isso, recomenda-se que os ciclistas se preocupem com a alimentação e hidratação durante toda a competição;
Os primeiros 20km, são totalmente planos, podendo desenvolver velocidades consideráveis, porém, é necessário muita atenção, porque após o término desta quilometragem, inicia-se trechos com aclives e declives acentuados em estrada sinuosa;
Use uma relação (coroa/pinhão) leve nas subidas, para ter um menor desgaste físico e deixe o esforço maior para o final da competição;
Mantenha-se sempre ao lado direito da pista, pois, o transito estará PARCIALMENTE BLOQUEADO em toda a extensão do percurso;
A pista deverá ser utilizada somente quando não houver acostamento ou quando o mesmo não tiver em condições de uso;
Respeite seu companheiro de prova, mantendo sempre um comportamento correto (seja leal no pelotão, não converse durante o percurso, não troque os chips, etc.);
Não insulte motoristas, transeuntes e autoridades que estarão no local para oferecer segurança e socorro em casos de necessidade. Dedique seu tempo e sua energia para seu divertimento;
Não esqueça o Kit de reparo para sua BIKE, você pode furar quando menos espera!;
Seja responsável, não jogue ao longo do percurso (caramanholas, plásticos, borrachas, etc.), para que o ciclismo não “passe uma imagem negativa” ao público em geral;
Lembre-se de afivelar seu capacete, seja em aquecimento ou competição, ele é o “único amigo” que pode SALVAR SUA VIDA!
CRONOMETRAGEM
Será 100% eletronica, através da passagem do ciclista sobre o tapete eletronico de largada e chegada. O atleta que largar ou chegar fora da área de cronometragem, não terá seu tempo computado!
Haverá fiscais no trajeto e nos retornos do percurso;
Durante a competição, é proibido na Rodovia o transito de ciclistas não identificados pela ORGANIZAÇÃO;
Na categoria GRANFONDO (160KM), haverá 1 corte no retorno em Parati, para os ciclistas que passarem com 30 minutos de diferença do grupo principal. (Para estes atletas, haverá um onibus que os conduzirá até a “Chegada” em Ubatuba).
A cronometragem estará “ativa” até às 14h30 para todos os participantes do GRANFONDO E MEDIOFONDO.
CATEGORIAS/DISTANCIA
O Granfondo, oferece oportunidades para atletas experientes e também iniciantes no ciclismo. Escolha uma categoria abaixo:
MEDIOFONDO (106 KM):
Feminino-F1 (18 anos acima) Classe Pro;
Feminino-F2 (18 a 34 anos) Classe Amadora e Consultorias;
Feminino-F3 (acima de 35 anos) Classe Amadora e Consultorias;
Senior-S1 (19 a 29 anos) Classe Amadora e Consultorias;
Master-M1 (30 a 34 anos) Classe Amadora e Consultorias;
Master-M2 (35 a 39 anos) Classe Amadora e Consultorias;
Veterano 1-V1(40 a 44 anos) Classe Amadora e Consultorias;
Veterano 2-V2 (45 a 49 anos) Classe Amadora e Consultorias;
Veterano 4-V4 (45 a 49 anos) Classe Pro;
Gentleman-G1 (50 a 54 anos) Classe Amadora e Consultorias;
Gentleman-G2 (50 a 54 anos) Classe Pro;
Supergentleman-SG1 (acima de 55 anos) Classe Amadora e Consultorias;
Supergentleman-SG2 (acima de 55 anos) Classe Pro.
GRANFONDO (160 KM)
Senior-S2 (19 a 29 anos) Classe Pro;
Master-M3 ( 30 a 34 anos) Classe Pro;
Master-M4 (35 a 39 anos) Classe Pro;
Veterano 3-V3 (40 a 44 anos) Classe Pro;
OBS.: Poderão participar no Granfondo as seguintes categorias: Senior-S1, Master-M1, Master-M2, Veterano 1-V1
PREMIAÇÃO
Medalhas para todos os participantes que concluirem a prova;
Medalhas do 1º ao 5º lugar em todas as categorias + brindes.
GRANFONDO MASCULINO GERAL
1º lugar: R$ 500,00 / 2º lugar: R$ 400,00 / 3º lugar: R$ 300,00 / 4º lugar: R$ 200,00 / 5º lugar: R$ 100,00
MEDIOFONDO MASCULINO GERAL
1º lugar: R$ 500,00 / 2º lugar: R$ 400,00 / 3º lugar: R$ 300,00 / 4º lugar: R$ 200,00 / 5º lugar: R$ 100,00
MEDIOFONDO FEMININO GERAL
1º lugar: R$ 500,00 / 2º lugar: R$ 400,00 / 3º lugar: R$ 300,00 / 4º lugar: R$ 200,00 / 5º lugar: R$ 100,00
Obs.: As premiações do Granfondo Masculino, Mediofondo Masculino/Feminino é por ordem de “Chegada Geral”, independente da categoria.
ALTIMETRIA

HOTÉIS CREDENCIADOS
- UBATUBA PALACE HOTEL – Rua Cel. Domiciano, 500 – Centro Ubatuba – Fone/Fax: 12. 3832.4500 – www.ubatubapalace.com.br;

- POUSADA ALENTEJANO – Av. Carlos Drumond de Andrade, 300 – Itaguá – Fone: 12. 3833.9481 – www.pousadaalentejano.com.br;

- HOTEL SÃO CHARBEL – Praça Nóbrega, 280 – Centro – Ubatuba – Fone: 12. 3832.1090/3832.1080 – www.saocharbel.com.br

- HOTEL POUSADA DELLAMARES – Av. Gov. Abreu Sodré, 1047 Perequê-açu – Fone: 12. 3835.1000 – 3833.9589

RESTAURANTES CREDENCIADOS
- ISMAEL COMIDA CASEIRA – Rua Liberdade, 740 – Centro – Ubatuba.

- REI DO PEIXE – Rua Guarani, 480 – Aeroporto – Fone: 12. 3832.3272

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Veja alguns dos principais defeitos de postura sobre a bike

- Selim alto demais: perda de eficiência e “quebra” a pedalada. O ciclista rebola quando visto por trás.
- Selim baixo demais: não produz a energia ideal e pode acarretar lesões, pois recruta outros grupos musculares.
- Selim muito para frente: durante a pedalada o joelho passa da linha do eixo do pedal e pode provocar dores no tendão patelar.
- Selim muito para trás: Pode gerar dores na panturrilha, logo atrás do joelho.
- Taquinho muito para frente: haverá menos apoio na base do pé do ciclista. Fora do alinhamento do metatarso, há perda de força na pedalada.
- Taquinho muito para trás: A pedalada passa a ter como base o meio do pé e pode acarretar dores na sola.
- Taquinho aberto ou fechado: Pode causar lesões nos ligamentos cruzados posterior e anterior dos joelhos. A maioria dos problemas de ligamento vem do taquinho mal posicionado.

AS LESÕES:

Muitas vezes, durante os treinamentos ou até mesmo durante a competição, você é surpreendido com dores, como exemplo: dores musculares, dor nos joelhos, lombalgias, cervicalgias, tendíneas, como outras, que podem ser evitadas ou de fácil resolução, se tratadas logo no seu início, pois os sintomas podem se agravar a tal ponto que a continuação da prática se torne impossível. Além disso, os erros de treinamento envolvendo aumento excessivo de quilometragem, treinamento de velocidade muito rápido e treinamento em subidas podem estar envolvidos no aparecimento das lesões.
Esforço repetitivo
O fato de permanecer sentado no selim por períodos prolongados pode levar a lesões neurológicas podendo acarretar desde perda de sensibilidade na área perineal até a impotência sexual. Isso, é claro, relacionado ao tempo de exposição, tipo de banco, postura ao pedalar e predisposição própria do atleta;
Síndromes compressivas ao nível do punho : quando se mantém a articulação em extensão ou flexão por períodos prolongados, desencadeando o "formigamento" clássico dos dedos, de acordo com o nervo acometido;
Coluna lombossacra : lesões que se estendem desde dores até desvios de discos, vértebras e ligamentos. Vale lembrar que a postura de flexão da coluna aumenta a pressão nos discos intervertebrais e ligamentos anteriores podendo desencadear hérnias discais que, dependendo de sua localização,podem comprimir raízes nervosas, levando a radiculites (dor ciática).

Tour de France 2010 terá paralelepípedos e decisão nos Pirineus

  • Na manhã desta quarta-feira, os organizadores da Volta da França divulgaram o itinerário completo da prova de 2010, que terá cobertura ao vivo dos canais ESPN em julho do próximo [...]

    Na manhã desta quarta-feira, os organizadores da Volta da França divulgaram o itinerário completo da prova de 2010, que terá cobertura ao vivo dos canais ESPN em julho do próximo ano. A largada acontecerá dia 3, com um prólogo de 8km em Roterdã, na Holanda. O roteiro da próxima edição inclui mais trechos de alta montanha em relação à prova deste ano. Em 2010, o Tour celebrará o centenário de sua primeira passagem pelos Pirineus com quatro etapas disputadas na região, sendo que duas delas terão chegada em subida.


A ideia da organização da prova foi fazer o pelotão percorrer, nos Pirineus, os mesmos trechos pedalados em 1910. O grande destaque ficará para a subida do Tourmalet, que será escalada duas vezes, a última delas a três dias da chegada em Paris. No total, serão 23 escaladas das mais difíceis, classificadas como categoria 1, categoria 2 ou fora de categoria.

Outro aspecto interessante do percurso será uma “homenagem” a provas duas das provas clássicas mais famosas do mundo, a Paris-Roubaix e a Liége-Bastogne-Liége. Em 2010, o Tour terá passagens por estradas de paralelpípedos. Na terceira etapa, entre Wanze e Arenberg Porte du Hainaut, os ciclistas terão pela frente sete trechos de pedras, num total de 13,2km. Esta será apenas a sexta vez na história da prova – e a primeira desde 2004 – que os paralelepípedos farão parte do traçado.

No ano que vem, não haverá o contra-relógio por equipes. Além do prólogo, os ciclistas pedalarão sozinhos apenas em mais um dia, o penúltimo da prova, em um trecho de 51km entre Bordeaux e Paulliac em que os atletas terão a última chance de brigar pelas primeiras posições na classificação geral.

No total, serão nove etapas planas, seis de montanha (incluindo três chegadas em subida) e quatro etapas de média montanha, além do contra-relógio individual. Confira a rota completa da edição 97 do Tour de France:

Sábado, 3 de julho – Prólogo – 8km (Roterdã) – contra-relógio individual
Domingo, 4 de julho – 1ª etapa – 224km (Roterdã/Bruxelas) – plana
Segunda, 5 de julho – 2ª etapa – 192km (Bruxelas/Spa) – média montanha
Terça, 6 de julho – 3ª etapa – 207km (Wanze/Arenberg Porte du Hainaut) – plana
Quarta, 7 de julho – 4ª etapa – 150km (Cambrai/Reims) – plana
Quinta, 8 de julho – 5ª etapa – 185km (Épernay/Montargis) – plana
Sexta, 9 de julho – 6ª etapa – 225km (Montargis/Gueugnon) – plana
Sábado, 10 de julho – 7ª etapa – 161km (Tournus/Station des Rousses) – média montanha
Domingo, 11 de julho – 8ª etapa – 189km (Station des Rousees/Morzine-Avoriaz) – alta montanha
Segunda, 12 de julho – dia de descanso
Terça, 13 de julho – 9ª etapa – 204km (Morzine-Avoriaz/Saint-Jean-de-Maurienne) – alta montanha
Quarta, 14 de julho – 10ª etapa – 179km (Chambéry/Gap) – média montanha
Quinta, 15 de julho – 11ª etapa – 180km (Sisteron/Bourg-les-Valences) – plana
Sexta, 16 de julho – 12ª etapa – 210km (Bourg-de-Peáge/Mende) – média montanha
Sábado, 17 de julho – 13ª etapa – 195km (Rodez/Revel) – plana
Domingo, 18 de julho – 14ª etapa – 184km (Revel/Ax-3 Domaines) – alta montanha
Segunda, 19 de julho – 15ª etapa – 187km (Pamiers/Bagnéres-de-Luchon) – alta montanha
Terça, 20 de julho – 16ª etapa – 196km (Bagnéres-de-Luchon/Pau) – alta montanha
Quarta, 21 de julho – dia de descanso
Quinta, 22 de julho – 17ª etapa – 174km (Pau/Col du Tourmalet) – alta montanha
Sexta, 23 de julho – 18ª etapa – 190km (Salies-de-Béarn/Bordeaux) – plana
Sábado, 24 de julho – 19ª etapa – 51km (Bordeaux/Paulliac) – contra-relógio individual
Domingo, 25 de julho – 20ª etapa – 105km (Longjumeau/Paris Champs-Élysées) – plana

E aí Team Allez, quem encara participar de uma etapa (L'etape du Tour) do Tour em 2010? O Cleber Anderson me disse que tem 20 vagas.

6ª ETAPA CAMPEONATO VALEPARAIBANO DE CICLISMO 2009



APRESENTAÇÃO: 18/10/2009

A LÍDER - LIGA DE DESPORTOS DE RENDIMENTO E DE BASE DA CAPITAL VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE, COMANDO DE AVIAÇÃO DO EXERCITO e a PREFEITURA MUNICIPAL DE TAUBATÉ, através da SECRETARIA DE ESPORTES, realizarão no próximo dia 28/06/2009, A 6ª ETAPA CAMPEONATO VALEPARAIBANO DE CICLISMO 2009 e 5ªETAPA CAMPEONATO MUNICIPAL/COPA SENIOR MASTER E FEMININO DE CICLISMO 2009


LOCAL : COMANDO DE AVIAÇÃO DO EXERCITO - ESTRADA DOS REMÉDIOS, 2135 - TAUBATÉ

- Circuito de aproximadamente 5 km

CATEGORIAS OFICIAIS PARA TEMPORADA 2009
Pró Elite 19 anos e a (Com autorização da CBC, FPC e/ou LVC)
Feminino Elite 19 anos e acima (Nascidas até o ano de 1990)
Feminino Júnior 17 e 18 anos (nascidos no ano de 1991 a 1992)
Fraldinha – Masc/Fem 06 anos e abaixo (Nascidos a partir do ano de 2003)
Dente de Leite – Masc/Fem 07 a 08 anos (Nascidos no ano de 2001 a 2002)
Mirim - Masc/Fem 09 a 10 anos (Nascidos no ano de 1999 a 2000)
Infantil – Masc/Fem 11 a 12 anos (Nascidos no ano de 1997 e 1998)
Infanto-Juvenil – Masc/Fem 13 e 14 anos (Nascidos no ano de 1995 a 1996)
Juvenil – Masc/Fem 15 e 16 anos (Nascidos no ano de 1993 a 1994)
Júnior 17 e 18 anos (Nascidos no ano de 1991 a 1992)
Sub-30 19 a 29 anos (Nascidos no ano de 1980 a 1990)
Sênior A 30 a 39 anos (Nascidos no ano de 1979 a 1970)
Sênior B 40 a 49 anos (Nascidos no ano de 1969 a 1960)
Máster A 50 a 59 anos (Nascidos no ano de 1959 a 1950)
Máster B 60 a 69 anos (Nascidos no ano de 1949 a 1940)
Máster C 70 anos e acima (Nascidos até o ano de 1939)
MTB Elite 15 anos e acima (Nascidos até o ano de 1994)
MTB Feminino Categoria única
Estreantes (Só para ciclistas que se iniciam no ano de 2009 e critério técnico)
PARAOLIMPICO

ATLETAS: INSCRIÇÃO ANTECIPADA COM DEPOSITO IDENTIFICADO R$ 15,00 (quinze reais) + 01 Kg de alimento não perecível, (ARROZ, FEIJÃO ou ÓLEO), até o dia 26/06/2009 e no dia da prova a inscrição terá taxa de R$ 15,00 (reais reais) + 01 Kg de alimento não perecível , isto para todas as categorias. Com exceção das categorias, FRALDINHA, DENTE DE LEITE, que não pagarão taxa de inscrição, só deverão fazer a doação de alimento, o atleta que não trouxer o alimento pagará uma taxa de R$ 5,00 a mais pela falta do mesmo.

OBS: SÓ ACEITAREMOS OS ALIMENTOS CITADOS ACIMA.

ATLETAS NÃO FILIADOS PAGARÃO R$20,00 DE TAXA DE INSCRIÇÃO + 1KG DE ALIMENTO NÃO PERECÍVEL.


ATENÇÃO
NÃO SERÃO ACEITOS PAGAMENTOS DE TAXAS DE INSCRIÇÕES POSTERIORMENTE
PORTANTO A EQUIPE OU ATLETA DEVERA PAGAR OU DEIXAR UM CHEQUE CAUÇÃO DA TAVA DE INSCRIÇÃO. O MESMO SERÁ DEPOSITADO ATÉ NO MAXIMO SEXTA FEIRA DA PRÓXIMA ETAPA.

DEPOSITO BANCÁRIO IDENTIFICADO BCO. DO BRASIL – AG. 3443-6 / CONTA CORRENTE: 11995-4 – FAVORECIDO: LIGA VALEPARAIBANA DE CICLISMO - ENVIE SEUS DADOS E COMPROVANTE DE DEPÓSITO VIA FAX, (12) 3949-2886 / 81420856, OU VIA E-mail soniabege@yahoo.com.br

ATENÇÃO
OBRIGATÓRIA APRESENTAÇÃO DO COMPROVANTE BANCÁRIO

PREMIAÇÃO:

TODAS AS CATEGORIAS SERÃO PREMIADAS COM MEDALHÕES PERSONALIZADOS DE 1º. à 5º. COLOCADOS.

PROGRAMAÇÃO:
18/10/2009 – DOMINGO

O INICIO DA PREMIAÇÃO DOS ATLETAS SERÃO 30 minutos APÓS O TÉRMINO DA BATERIA.

ORDEM DE LARGADA:

- 1ª. Bateria, horário previsto de largada às 8h00.:
FRALDINHA M/F 1/2 VOLTA
DENTE DE LEITE M/F 1/2 VOLTA
MIRIN M/F 1 VOLTA
INFANTIL M/F 1 VOLTAS

- 2ª. Bateria, horário previsto de largada às 8h30.:
ESTREANTES 30 MIN.
MTB FEMININO 30 MIN.
JUVENIL M/F 45 MIN.
INFANTO JUVENIL M/F 30 MIN.
PARAOLIMPICO

- 3ª. Bateria, horário previsto de largada às 9h30.:
PRÓ ELITE 02H20M
MASTER B 55 MIN.
SÊNIOR A 01H30M
MASTER C 55 MIN.
FEMININO ELITE 01H10M

- 4ª. Bateria, horário previsto de largada às 11h00.:
MASTER A 01H10M
JUNIOR FEMININO 30 MIN.
JUNIOR MASCULINO 01H10M.


- 5ª. Bateria, horário previsto de largada às 11h30:
SÊNIOR B 01H20M

- 6ª. Bateria, horário PREVISTO de largada às 13h00:
SUB 30 01H30M
MTB ELITE 30 MIN.


Continuação Campos do Jordão.




Campos do Jordão - Khoury





Cari, único representante do MTB.

Granfondo 2009

Team Allez,

O Carlinhos entrou em contato com a organização da prova e confirmaram que as incrições abrirão amanhã !

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Estratégias da Nutrição no Ciclismo

Por tratar- se de uma modalidade esportiva onde os treinos e provas apresentam longas durações e percursos de variados graus de dificuldade e intensidade, o ciclismo é considerado um esporte de grande exigência física e nutricional. O desgaste energético e de hidratação são condições comuns na prática, que tem a nutrição como uma grande aliada.

Alguns ciclistas, devido a características genéticas, têm melhor desempenho em subidas duras e longas, enquanto outros têm uma grande performance no plano durante longos períodos de tempo. Existem ainda os atletas superpotentes em chegadas explosivas que não duram mais que 30 segundos, os chamados sprintistas ou velocistas.

A maioria dos ciclistas realiza seus treinos nas estradas ou em locais asfaltados com pouca movimentação de carros. Para os atletas de elite, as distâncias podem variar entre 400 à 1000km na semana, dependendo da época do ano. Os treinos são distribuídos entre exercícios de força, tais como: tiros, e treinos longos com velocidade controlada. Mesmo para os ciclistas amadores os volumes de treino podem chegar a 300km na semana.

No que diz respeito à nutrição, o desempenho em provas e treinos depende de uma hidratação adequada e ingestão correta de carboidratos. A desidratação severa pode atrapalhar o desempenho, e o vento pode atrapalhar a percepção de suor pelo corpo durante a atividade.

A ingestão de fluídos e alimentos dependerá da intensidade do esforço, praticidade, fome e condições de temperatura ambiente. Estudos mostram perdas de líquidos de aproximadamente 300 a 1200ml por hora de prática de ciclismo, e dependendo das condições climáticas, da intensidade do esforço e das características individuais do atleta, essas perdas podem ser ainda maiores. O controle de peso antes e após provas e treinos é fundamental para que o ciclista possa conhecer sua perda de fluídos.

É importante que sejam garantidas as necessidades desde o início do treino, antes que a hipoglicemia ou desidratação já estejam instaladas e atrapalhe o rendimento nos estágios finais da prova ou treino. Na bicicleta, a ingestão de alimentos sólidos e líquidos é facilitada. A melhor opção é o consumo de bebidas esportivas, que garantem as necessidades de água, sódio e carboidrato.

Como deve ser a nutrição na prova?

Antes da competição - Os atletas devem consumir de 8 a 10g de carboidratos por quilograma de peso nas 72horas que precedem o evento. A refeição pré-competição deve ser rica em carboidratos, tais como: cereais, pães, frutas, massa e batata, e deve ser feita de 2 a 3 horas antes da prova, pois alguns ciclistas podem ter desconforto gástrico.

Os treinos de ciclismo geralmente começam muito cedo, porém o atleta nunca deve iniciar a atividade em jejum. O jantar da noite anterior deve ser rico em carboidratos, pobre em gorduras e moderado em proteínas. Boas opções são os pratos a base massas, cereais e batata. O café da manhã pode ser a base de pães, cereais como aveia, frutas com teor moderado de fibras (como a banana). Nos intervalos antes da prova pode-se ingerir bebidas esportivas, barras energéticas ou pequenos e rápidos lanches energéticos.

A ingestão de carboidratos e fluídos durante o exercício deve ser planejada para os treinos com duração acima de uma hora. A nutrição deve atender as necessidades de 30 a 60 gramas de carboidrato por hora de treino, que devem ser armazenados na bicicleta e nos bolsos da camisa, em forma de bebidas ou alimentos. Além das bebidas esportivas, que contém energia e eletrólitos, alguns alimentos comumente consumidos durantes provas longas são os sanduíches com recheios doces e salgados, barras energéticas e géis.

DICAS PARA O CICLISMO DE ESTRADA:

Priorizar a ingestão de carboidratos na véspera da prova, na refeição pré-competição e durante o evento;

Hidratar-se adequadamente antes, durante e após as provas. A bebida preferencial deve conter carboidratos, na proporção de 6 a 8%, e sódio e potássio, eletrólitos que são perdidos no suor;

Ter certeza de que as garrafas de água estão cheias na bicicleta ou conhecer quando encontrará o apoio para fazer a reposição de líquidos;

O abastecimento de alimentos durante a corrida deve priorizar os alimentos fontes de carboidratos, como sanduíches, barras, géis e bebidas esportivas.

A ingestão de líquidos após a prova deve ser equivalente a 150% do peso perdido. Por exemplo, a perda de 1kg implica na ingestão de 1,5 litro de líquidos.

REFERÊNCIAS
· Guarita HV et al. Monografia sobre bebidas esportivas. GSSI, 2003.
· http://www.bikemagazine.com.br/


Músculos utilizados no ciclismo e os que ciclistas acham que não usam...

Dois grupos musculares são pormenorizados ou desvalorizados por técnicos e preparadores físicos, os músculos posteriores da coxa e os posteriores da perna


Quando analisamos o movimento do ciclista na bicicleta, é possível perceber que as articulações do quadril e do joelho são as que apresentam maior amplitude de movimento comparada à articulação do tornozelo. De forma qualitativa, também sabe-se da grande contribuição destas articulações (quadril e joelho) para a produção de força na pedalada, visto que nestas cruzam os principais músculos utilizados para gerar potência no ciclismo.

Do ponto de vista anatômico e funcional, dois grandes grupos musculares são destacados como principais responsáveis pela produção de força no ciclismo. São eles os extensores do quadril (Glúteos e outros) e os extensores do joelho (Quadríceps, músculos anteriores da coxa).

A importância destes músculos é observada tanto na prática do ciclismo, como na avaliação da função muscular em laboratório. No entanto, dois outros grupos musculares são pormenorizados ou desvalorizados por técnicos e preparadores físicos, os músculos posteriores da coxa (Isquiotibiais) e os posteriores da perna (“panturrilha”).

Estudos realizados nos últimos 20 anos vêm propondo que os músculos posteriores da coxa e da perna possuem a função de transferir ao pé-de-vela a força que é produzida pelos extensores do quadril e do joelho. Na figura 1, é possível observar um desenho esquemático do membro inferior em quatro instantes da fase de propulsão da pedalada.

Nos dois primeiros instantes, nos quais o pé-de-vela se encontra no primeiro quadrante, a maior ativação muscular ocorre para os músculos glúteos e anteriores da coxa (devido a extensão do quadril e joelho), enquanto nos instantes 3 e 4, esta força é transferida ao pé-de-vela pelos músculos da parte posterior da coxa e da panturrilha. Muitos se perguntariam como é possível um músculo transferir força. Tentemos imaginar os músculos como elásticos, os quais quando alongados, armazenam energia potencial que pode ser liberada no movimento como energia cinética (movimento).

Esta função é de grande importância em gestos que envolvem o movimento de mais de uma articulação ao mesmo tempo, como o salto, a corrida, o agachamento e o ciclismo. Assim o músculo consegue transferir energia através da articulação resultando no movimento que acarreta a pedalada e a produção de potência.Figura 1. Vetor da força aplicada no pedal em relação às articulações do joelho e do quadril. (1) e (2) indicam predominância da força produzida pelos extensores do joelho e do quadril, enquanto (3) e (4) indicam a transferência desta força ao pé-de-vela pelos músculos posteriores da coxa e da panturrilha.

Com isso é importante para o ciclista manter um bom nível de força dos músculos posteriores da coxa e dos músculos da panturrilha. A maior capacidade destes músculos para a produção de força será fundamental na sua função de transmitir ao pé-de-vela a força gerada pelos potentes músculos glúteos e anteriores da coxa (quadríceps), principalmente durante a fase de propulsão.

No ciclismo, de nada adianta possuir uma grande capacidade de força nos glúteos e no quadríceps e apresentar fraqueza dos isquiotibiais e da panturrilha, pois se perde em eficiência para a aplicação efetiva desta força. O treinamento com pesos visando o equilíbrio de força entre estes grupos musculares se faz necessário, mesmo quando o indivíduo ainda não apresenta diferença importante na capacidade de força entre estes músculos.

Fonte: Equipe GEPEC

Vc gosta de moto, mas tem medo de velocidade?

video

Enviado pela Flavinha...muito bom

video

Não empurra não...

Não custa lembrar

Galera,
Granfondo e VO2 chegando, não custa lembrar de algumas dicas para andar no pelotão.
Precisamos evitar as quedas nesta fase para não perdermos nenhuma prova.

Para andar junto com o bolo, é importante saber como se comportar dentro dele para minimizar os riscos e aumentar a diversão. Confira algumas regras:

-Sempre fique atento ao que ocorre na frente do pelotão
-Olhe primeiro, mova-se depois. Qualquer movimento não calculado pode causar acidentes
-Seja previsível. Assim, os outros ciclistas do pelotão saberão o que você está fazendo
-Esteja preparado para o inesperado
-Na hora da ultrapassagem, vá pela esquerda, mantendo uma distância lateral segura. Não se esqueça de olhar os ciclistas da frente para ter uma noção da força com que se deve pedalar
-Você pode aproveitar o vácuo sem colar na roda do ciclista da frente. Dessa forma, é possível evitar um engavetamento
-Evite colar na roda de ciclistas iniciantes, dê preferência aos mais experientes
-Respeite o ritmo do grupo
-Evite freadas
-Ajuste sua velocidade com mudança na cadência da pedalada em vez de frear
-Se precisar parar, avise em voz alta e saia pela direita, sem se esquecer de olhar antes de virar
-Hidratar-se e alimentar-se dentro do pelotão só é seguro se você conseguir manter total controle sobre a bike. Para fazer isso de forma mais segura, vá para o fundo
-Caso você utilize clipes em sua bike, não segura neles dentro do pelotão, pois seu controle e estabilidade ficam reduzidos, o acesso ao freio é mais difícil e qualquer perda de controle pode implicar em uma queda
-Na hora de assoar o nariz ou cuspir , mova-se para a rabeira do pelotão ou vá para algum lugar do pelotão protegido do vento
-Aproveite o pelotão para conversar, fazer amigos e se divertir. Se até nas grandes voltas os ciclistas conversam, por que você também não pode?

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Treino até Jundiaí





Apesar do feriado, conseguimos juntar um grupo neste domingo. Fizemos 90km saindo da Bandeirantes, Rodoanel, Anhanguera, estrada de Campo Limpo até Jundiaí e voltamos pela Bandeirantes.

Parabéns Alexandre... o mais novo speedeiro.

Treinando em Ubatuba


Carlinhos e Betão que foi pedalando de SP até Ubatuba.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Cortadora de Salame

Um sujeito trabalha num frigorífico. Ele já está lá há anos, e um dia ele confessa à esposa que tem uma compulsão terrível: tem uma vontade louca de enfiar o pinto na cortadora de salame.

A mulher sugere que ele vá ver um psicólogo, mas ele diz que ficaria muito envergonhado, e que iria tratar de curar-se sozinho.

Um dia ele chega em casa cabisbaixo. Sua mulher percebe que há algo errado. Pergunta o que foi. Ele responde:
- Lembra que eu comentei com você que estava com uma compulsão de meter o pinto na cortadora de salame?
- Oh, não! - diz a mulher - você não fez isso!
- Sim, eu fiz!
- Meu Deus, o que aconteceu?
- Fui despedido - responde o marido.
- Mas, e a cortadora de salame?
- Foi despedida também.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

The best of Joãozinho...rsss

A professora pergunta aos seus alunos:
Se existem 5 passarinhos num ramo e você atira e mata um,quantos sobram?
Nenhum! - Responde Joãozinho - todos saem voando com o barulho do tiro.
A professora fica surpresa com a resposta:
Não era essa a resposta que eu esperava, mas gosto do seu jeito de pensar.
Eu posso fazer uma pergunta para a senhora? Pediu Joãozinho.
Pode, Joãozinho.
Existem 3 mulheres sentadas num banco tomando sorvete. Uma está lambendo, outra está chupando e a terceira está mordendo.
Qual delas é a casada?
A professora fica vermelha, mas responde, timidamente: A que está chupando.
Não, a casada é a que tem a aliança no dedo, mas eu também gosto do seu jeito de pensar

Frase do dia


'Eu não me importo de vir trabalhar, mas ter que esperar 8 horas pra voltar pra casa é foda.'

Mal súbito


Todo o tipo de atleta, seja profissional ou amador, está sujeito a enfrentar problemas físicos e psicológicos, que acabam resultando em uma queda de rendimento abrupta – nos treinos ou na competição.

Os motivos são inúmeros. Excesso de atividade física, má alimentação, desidratação e falta de orientação médica. Todos esses fatores resultam no “mal súbito”.

Muitas vezes lemos reportagens que fazem referência entre mal súbito e óbito, mas isso não é uma regra. O ciclista que sofre desmaio, tontura e definitivamente “quebra” não tendo mais forças para suas pedaladas já apresenta um quadro de mal súbito.

O quadro pode ser reversível. E o problema em si pode ser por motivos cardiológicos ou neurológicos. No entanto, para evitar o risco de enfrentar o mal súbito, o que pode ser feito? Quais motivos podem levar a doença? De quem é a responsabilidade?

Ricardo Arap, formado em educação física, treinador e coordenador da Race Consultoria, falou com o site Prólogo e ofereceu dicas simples e úteis para os praticantes de ciclismo.

“Os motivos que podem levar ao mal súbito podem partir de uma predisposição (natureza da pessoa), por excesso de esforço (responsabilidade do atleta e/ou do treinador, dosagem de treino), associado à realidade de condicionamento de cada um”, afirma.

Arap ressaltou que existem sintomas que podem indicar uma fadiga excessiva. “Insônia, falta de apetite ou instabilidade de humor, dores musculares ( principalmente das pernas) que não mais melhoram nem durante e muito menos depois dos treinos ou atividades, média das frequências cardíacas alteradas para cima e, em algumas situações, tonturas, enjoos, escurecimento da vista e até desmaio.”

Para ele, é preciso conscientizar-se de praticar a atividade física de forma disciplinada e contínua, além de balancear as tarefas e sempre alterná-las de forma progressiva e com treinos regenerativos.

“Para isso, basta trabalhar sempre com uma margem de segurança com relação aos níveis de exigência e de intensidade e procurar equilibrar tudo isso com uma vida saudável, que inclui alimentação, hidratação, sono e também lazer e atitudes positivas (anti-estresse).”

Questionado sobre de quem seria a responsabilidade em um caso de mal súbito, Ricardo Arap salientou que existe uma parcela tanto do atleta/praticante como do seu treinador ou preparador físico.

“O atleta muitas vezes extrapola alguns mecanismos de segurança, a começar pela falta de avaliação física periódica e na maioria das vezes vontade de superação em todos sentidos( performance, volumes, intensidades, objetivos inatingíveis), até a cumplicidade do treinador, ou a falta de controle do mesmo para com o seu atleta, ou a vaidade de ser lembrado como o Carrasco, o Durão, o Comandante podem prejudicar”, emendou.

Por Tadeu Matsunaga
Fonte: Prologo

Desafio Serra de Campos

Galera,
Já fizeram as incrições?
Confirmem aqui no Blog.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Treino em Ubatuba

Team Allez,
Nosso treino nos dias 10 e 11 será em Ubatuba percorrendo o mesmo trecho da Granfondo.
Decidiremos na hora se será o de 160km (granfondo) ou 106 km (mediofondo).
Aos interessados é só deixar registrado aqui no Blog.

Exibir mapa ampliado

Nova equipe de Armstrong define ciclistas para 2010

A Radio Shack anunciou nesta segunda-feira quem serão os companheiros de Lance Armstrong para 2010. A nova equipe, que conta com a participação do heptacampeão da Volta da França também em cargos administrativos, espera rivalizar com as melhores.
Para isto, dos 23 ciclistas anunciados, onze vieram da Astana, time do cazaquistão, sendo nomes como o alemão Andreas Klöden e o norte-americano Levi Leipheimer, destaque na última Volta da França e da Itália.

Confira abaixo a lista da Radio Shack para 2010:

Lance Armstrong (ex-Astana)
Andreas Klöden (ex-Astana)
Levi Leipheimer (ex-Astana)
Janez Brajkovic (ex-Astana)
Chris Horner (ex-Astana)
Sergio Paulinho (ex-Astana)
Yaroslav Popovych (ex-Astana)
Gregory Rast (ex-Astana)
José Luis Rubiera (ex-Astana)
Thomas Vaitkus (ex-Astana)
Haimar Zubeldia (ex-Astana)
Gert Steegmans (ex-Katusha)
Sebastian Rosseler (ex-Quick Step)
Ben Hermans (ex-Topsport Vlaanderen)
Ivan Rovny (ex-Katusha)
Sam Bewley (ex-Trek Livestrong)
Tiago Machado (ex-Madeinox)
Geoffrey Lequatre (ex-Agritubel)
Jaso McCartney (ex-Saxo Bank)
Bjorn Selander (ex-Trek Livestrong)
Matthew Busche (ex-Kelly Benefit)
Markel Irizar (ex-Euskaltel-Euskadi)
Daryl Impey (ex-Barloworld)

Ubatuba 09 e 10/10.

Galera,
Estamos planejando um treino neste fds em Ubatuba para fazer o mesmo trecho da Granfondo.
Confirmados: Guto, Carlinhos, Rubão, Beto
Quem tiver interesse confirme aqui no Blog.

domingo, 4 de outubro de 2009

Boa viagem

Boa sorte para Vânia e Vanessa que estão embarcando para fazer a Travessia dos Andes. Antônio Carlos e Sônia, esperamos poder pedalar com vocês outras vezes...
Nos vemos na VO2 de Campos do Jordão...abraço a todos






Continuação

Betão com cara de feliz...último dia de MTB.
A partir de amanhã estará montado numa Pinarello FP3 zerada...rsss

A Flavinha continua perdendo tempo, sem nunca treinar está andando muito.
Se tiver um pouquinho de dedicação vai vencer várias provas...





Treino Romeiros - 04/10

Treininho brabo hoje !!
Vento contra muito forte...não chegava nunca.




Nova geração Allez Race Team