segunda-feira, 31 de maio de 2010

Italiano, campeão do Giro 2010, acredita em vitória sobre o espanhol no Tour de France


Ivan Basso (Liquigas) bicampeão do Giro d´Itália vive o melhor momento de sua carreira após retornar da suspensão de doping, em 2006. O italiano, com um grande desempenho na 93ª edição da competição, mostrou-se bem fisicamente e psicologicamente; surgindo como um dos principais concorrentes do Tour de France.

Basso terá que enfrentar grandes ciclistas no Tour, casos de Lance Armstrong (Radio Shack), Bradley Wiggins (Sky), Andy Schleck (Saxo Bank), Denis Menchov (Rabobank) e Carlos Sastre (Cervelo), porém, o atleta mais temido por ele é o espanhol Alberto Contador (Astana), que busca o tricampeonato.

O italiano, no entanto, garante ser capaz de lutar de igual para igual com Contador, e ressalta que seu desejo é tornar-se campeão do Tour de France. “Acredito que posso ganhar, acredito de verdade nisso. Não competi muito com Contador nos últimos anos, não pude analisá-lo, mas apenas observando se nota que tem um ritmo impressionante, uma força incrível. Mas lutarei contra ele”, afirmou.

Contador e os irmãos Schleck no Tourmalet


Por Tadeu Matsunaga

O espanhol Alberto Contador (Astana) segue sua preparação para o Tour de France 2010. O ciclista luta pelo tricampeonato da competição, e nesta semana realizou treinos no mítico Tourmalet.

Nesta segunda-feira, os irmãos Schleck também treinavam no local; proporcionando um encontro divertido e inesperado. Andy, o mais novo, deverá ser um dos principais rivais de Contador no Tour, que tem início em julho.

Em seu twitter Alberto Contador disse: “Um longo dia de treinos. Uma grata surpresa no Tourmalet; os amigos Schelck. Caras legais.”


Fonte: Prologo

Bike with engine (doped bike) and Cancellara (Roubaix - Vlaanderen)

Cassani: “Doping mecânico é real”

Comentarista da RAI usa uma bike motorizada e afirma que ela está sendo usada no pelotão profissional



Depois de mudar a história de um Tour de France, o ex-ciclista profissional italiano e hoje comentarista de TV, Davide Cassani volta a chamar atenção para outro caso de doping do ciclismo. Desta vez, em um vídeo publicado no youtube ele afirma ser verdade o doping tecnológico. Chega a dizer que testou uma bicicleta com motor embutido e que há alguns modelos no pelotão profissional.

Cassani afirmou que o modelo pesa cerca de 10 kg e conta com um motor dentro do tubo do selim e um botão que aciona o dispositivo no manete. Segundo o italiano, o barulho é muito suave e seria imperceptível dentro do pelotão.

Ao usar o equipamento, Cassani calcula que a máquina permite um aumento de até 50 watts na potência empregada pelo ciclista. No pelotão profissional, segundo Cassani, o uso do motor não é contínuo, e sim, em alguns momentos da prova.

No vídeo em que Cassani demonstra a bicicleta alterada, há também uma explicação do sistema mecânico e também uma perigosa especulação sobre o uso da bicicleta pelo suíço Fabian Cancellara durante suas impressionantes vitórias na Volta de Flandres e na Paris-Roubaix.

Em 2007, Cassani foi o responsável por tornar pública a mentira do dinamarquês Michael Rasmussen sobre seu paradeiro em um período antes do Tour de France daquele ano. Enquanto Rasmussen afirmava estar no México, ele foi visto por Cassani na Itália. Isso foi o suficiente para que o ciclista fosse afastado pela equipe daquela competição, da qual era líder e estava muito perto do título.

Ainda não está claro se a UCI vai se envolver neste caso e se há realmente provas do uso da bicicleta no pelotão principal. Porém, Cassani demonstra que a trapaça no ciclismo pode estar começando a fugir do controle.

Por Leandro Bittar
Fonte: Prologo

Valverde suspenso a nível mundial



O espanhol Alejandro Valverde (Caísse d´Espargne) iniciou a semana com uma notícia nada agradável; terá que cumprir dois anos de suspensão após o TAS (Tribunal Esportivo Antidoping) ser contra os interesses do ciclista e acusá-lo de envolvimento na “Operação Puerto”.

O atual líder do ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional) teve a pena efetivada a partir de janeiro de 2010, com isso os títulos conquistados a partir desta data não devem ser validados.

Com isso, Valverde só poderá voltar a competir em janeiro de 2012, daqui um ano e meio, quando estará próximo de completar 32 anos de idade.


Por Tadeu Matsunaga
Fonte:Prologo

Claro 100K - Rio de Janeiro

Giro d’Italia 2010: Após 21 etapas Ivan Basso é o grande campeão e Larsson vence ultima etapa


O giro d’Itália 2010 foi realizado com 21 etapas muito bem programadas e dividas entre 2 dias de descanso, o primeiro logo após a 3ª etapa e o ultimo já após a 15ª. Durante a primeira semana as quedas dominaram a atenção de quem acompanhava o Giro, vários acidentes aconteceram aliados ao asfalto molhado e a falta de experiência de alguns atletas.

Mas nada poderia tirar o brilho desta prova que é considerada uma das mais importantes e tradicionais do calendário mundial, logo o pelotão foi se adaptando e entrando em simetria proporcionando grandes etapas com emocionantes momentos.

As etapas da primeira semana de competição deixou claro quais velocistas estavam preparados para disputar as chegadas de planície, André Greipel e sua equipe Columbia, Tyler Farrar – Garmin e Gregory Henderson com o time Sky fizeram uma disputa espetacular nos quilômetros finais das etapas disputadas no sprint.

Os jovens também demonstraram toda sua vontade de vencer nesta edição do Giro, algumas etapas também foram definidas por fugas e a vitória foi conquistada por ciclistas bem jovens, alguns conseguindo sua primeira vitória no profissional na competição italiana como o caso do australiano Matthew Lloid 27 anos que venceu a sexta etapa escapado e Manuel Belleti (24 anos) que também chegou escapado na décima terceira etapa somando sua segunda vitória como profissional.

A partir da segunda semana a briga foi focada na classificação geral, grandes nomes do ciclismo mundial estavam preparados para brigar a cada quilometro pela camiseta rosa de líder. Entre os principais favoritos estavam Alexandre Vinokourov (Astana), Carlos Sastre (Cérvelo), Cadel Evans (BMC), Damiano Cunego (Lampre) e Michele Scarponi (Diquigiovanni). Sem hesitar quando as etapas começaram a ficar duras com vários prêmios de montanha os favoritos apareceram e proporcionaram uma grande disputa.

A 15ª etapa foi o primeiro grande divisor de águas com a chegada no Monte Zoncolan escalada íngreme de 10 quilômetros com picos de 22% de inclinação, o italiano Ivan Basso pedalou muito forte e chegou escapado pulando para a 3ª colocação geral o que o colocava de vez como principal favorito.

Enquanto isso uma surpresa comandava a camiseta rosa, o espanhol David Arroyo chegou como apenas mais um competidor e demonstrou muita garra, técnica e um bom psicológico sempre se defendendo dos grandes nomes quase sempre sem ajuda da sua equipe Caisse d’Erpagne que não veio preparada para proteger uma liderança geral no Giro, assim Arroyo se transformou como uma pedra no sapato sendo mais um favorito ao titulo. Arroyo lutou com unhas e dentes e após muita disputa concluiu a competição na segunda colocação sendo a grande surpresa deste Giro.

O segundo e definitivo divisor de águas ficou por conta do mítico Mortirolo outra montanha bastante forte, quem venceu a etapa foi Michele Scarponi (Diquigiovanni) mas Ivan Basso (Liquigas) terminou na 2 colocação e assumia a liderança da prova não deixando mais ser alcançado por ninguém.

Para finalizar com chave de ouro um contra relógio realizado em Verona deixando ate o ultimo quilometro a incerteza do grande campeão, fazendo a torcida acompanhar ate o fim vibrando por seus ídolos. A vitória desta ultima etapa ficou com Gustav Larsson (Saxo Bank), o italiano Ivan Basso terminou na 15ª colocação a 42 segundos do vencedor mas foi o suficiente para administrar sua vantagem e se converter no grande campeão do Giro.

Sem dúvida alguma foi mais um Giro d’Itália fantástico com uma organização impecável que levou para o mundo inteiro a parte bonita do esporte que é a competição limpa e disputada por grandes profissionais.

Classificação da ultima etapa:

1 Gustav Erik Larsson (Swe) Team Saxo Bank
0:20:19

2 Marco Pinotti (Ita) Team HTC – Columbia
0:00:02

3 Alexandre Vinokourov (Kaz) Astana
0:00:17

4 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team
0:00:22

5 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo
0:00:23

6 Ignatas Konovalovas (Ltu) Cervelo Test Team

7 Bradley Wiggins (GBr) Sky Professional Cycling Team
0:00:29

8 Cameron Meyer (Aus) Garmin – Transitions
0:00:32

9 Michele Scarponi (Ita) Androni Giocattoli
0:00:35

10 Tom Stamsnijder (Ned) Rabobank
0:00:37

Classificação geral final:

1 Ivan Basso (Ita) Liquigas-Doimo
87:44:01

2 David Arroyo Duran (Spa) Caisse d’Epargne
0:01:51

3 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo
0:02:37

4 Michele Scarponi (Ita) Androni Giocattoli
0:02:50

5 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team
0:03:27

6 Alexandre Vinokourov (Kaz) Astana
0:07:06

7 Richie Porte (Aus) Team Saxo Bank
0:07:22

8 Carlos Sastre Candil (Spa) Cervelo Test Team
0:09:39

9 Marco Pinotti (Ita) Team HTC – Columbia
0:14:20

10 Robert Kiserlovski (Cro) Liquigas-Doimo
0:14:51

11 Damiano Cunego (Ita) Lampre-Farnese Vini
0:17:10

12 Bauke Mollema (Ned) Rabobank
0:19:41

13 John Gadret (Fra) AG2R La Mondiale
0:23:03

14 Vladimir Karpets (Rus) Team Katusha
0:25:21

15 Mauricio Ardila Cano (Col) Rabobank
0:32:29

16 Linus Gerdemann (Ger) Team Milram
0:34:49

17 Dario David Cioni (Ita) Sky Professional Cycling Team
0:36:44

18 Steven Kruijswijk (Ned) Rabobank
0:37:27

19 Alexander Efimkin (Rus) AG2R La Mondiale
0:39:43

20 Hubert Dupont (Fra) AG2R La Mondiale
0:45:17

Classificação geral de metas:

1 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team
150 pts

2 Alexandre Vinokourov (Kaz) Astana
128 pts

3 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo
116 pts

4 Michele Scarponi (Ita) Androni Giocattoli
110 pts

5 Ivan Basso (Ita) Liquigas-Doimo
105 pts

6 Marco Pinotti (Ita) Team HTC – Columbia
74 pts

7Jerome Pineau (Fra) Quick Step
69 pts

8 Filippo Pozzato (Ita) Team Katusha
67 pts

9 Damiano Cunego (Ita) Lampre-Farnese Vini
64 pts

10 John Gadret (Fra) AG2R La Mondiale
64 pts

Classificação geral de montanha:

1 Matthew Lloyd (Aus) Omega Pharma-Lotto
56 pts

2 Ivan Basso (Ita) Liquigas-Doimo
41 pts

3 Johann Tschopp (Swi) Bbox Bouygues Telecom
38 pts

4 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team
35 pts

5 Michele Scarponi (Ita) Androni Giocattoli
25 pts

6 Ludovic Turpin (Fra) AG2R La Mondiale
20 pts

7 Rubens Bertogliati (Swi) Androni Giocattoli
16 pts

8 Simone Stortoni (Ita) Colnago-CSF Inox
16 pts

9 Alexandre Vinokourov (Kaz) Astana
15 pts

10 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo
15 pts

Classificação geral ciclista mais jovem:

1 Richie Porte (Aus) Team Saxo Bank
87:51:23

2 Robert Kiserlovski (Cro) Liquigas-Doimo
0:07:29

3 Bauke Mollema (Ned) Rabobank
0:12:19

4 Steven Kruijswijk (Ned) Rabobank
0:30:05

5 Francis De Greef (Bel) Omega Pharma-Lotto
0:42:46

6 Valerio Agnoli (Ita) Liquigas-Doimo
1:20:30

7 Rigoberto Uran Uran (Col) Caisse d’Epargne
1:29:44

8 Jan Bakelandts (Bel) Omega Pharma-Lotto
1:30:18

9 Marcel Wyss (Swi) Cervelo Test Team
1:37:33

10 Branislau Samoilau (Blr) Quick Step
1:38:40

Classificação geral por equipes:

1 Liquigas – Doimo
262:04:40

2 Rabobank
0:24:21

3 Caisse d’Epargne
1:05:55

4 AG2R La Mondiale
1:10:16

5 Omega Pharma – Lotto
1:10:45

6 Team Saxo Bank
1:42:45

7 Cervelo TestTeam
2:06:16

8 Androni Giocattoli – Diquigiovanni
2:22:33

9 Team Katusha
2:23:30

10 Bbox Bouygues Telecom
2:31:15

Fonte: Wesley Kestrel – www.ciclismobr.com.br

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Giro d’Itália 2010: Americano Tyler Farrar vence novamente no Giro


O americano Tyler Farrar (Garmin) venceu hoje a décima etapa do Giro d’Itália 2010, o ciclista já havia vencido a segunda etapa da competição e agora soma duas vitórias na luta pela camiseta roxa de melhor sprinter.

O brasileiro Murilo Fischer que compete pela mesma equipe de Farrar a equipe Garmin apareceu muito bem nos metros finais fazendo um grande trabalho para a vitória do seu companheiro de equipe.

A décima etapa foi disputada sobre 230 quilômetros entre Avellino e Bitonto sendo uma das mais longas etapas do Giro. Por mais uma etapa as quedas marcaram o dia com vários acidentes entre os ciclistas.

Os grandes aventureiros desta décima etapa foram os ciclistas Dário Cataldo (Quck Step), Hubert Dupont (AG2R) e Charles Wegelius (Lotto), juntos protagonizaram uma fuga que aconteceu logo no inicio da etapa e chegou a ter mais de 8 minutos de vantagem, sendo alcançados nos quilômetros finais.

Já as equipes Columbia e Garmin fizeram uma grande apresentação para o sprint final, os embaladores trabalharam duro para neutralizar a fuga e posicionar seus printers para disputar o sprint final. Na chegada Farrar levou a melhor e seu companheiro de equipe Julian Dean terminou em terceiro.

Amanha será realizada a décima primeira etapa realizada entre Lucera e L’Aquila com 262 quilômetros a serem percorridos, mais uma etapa bastante desgastante que proporcionará uma grande disputa.

Classificação da décima etapa:

1 Tyler Farrar (USA) Garmin – Transitions 5:49:14
2 Fabio Sabatini (Ita) Liquigas-Doimo
3 Julian Dean (NZl) Garmin – Transitions
4 Robert McEwen (Aus) Team Katusha
5 Robert Forster (Ger) Team Milram
6 Sebastien Hinault (Fra) AG2R La Mondiale
7 Andre Greipel (Ger) Team HTC – Columbia
8 Danilo Hondo (Ger) Lampre-Farnese Vini
9 Leonardo Duque (Col) Cofidis, le Credit en Ligne
10 Mathew Hayman (Aus) Sky Professional Cycling Team 0:00:03

Classificação geral após dez etapas:

1 Alexandre Vinokourov (Kaz) Astana 38:59:00
2 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team 0:01:12
3 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo 0:01:33
4 Ivan Basso (Ita) Liquigas-Doimo 0:01:51
5 Marco Pinotti (Ita) Team HTC – Columbia 0:02:17
6 Richie Porte (Aus) Team Saxo Bank 0:02:26
7 Vladimir Karpets (Rus) Team Katusha 0:02:34
8 Stefano Garzelli (Ita) Acqua & Sapone 0:02:47
9 Damiano Cunego (Ita) Lampre-Farnese Vini 0:03:08
10 Michele Scarponi (Ita) Androni Giocattoli 0:03:09

Giro d'Italia 2010 - Stage 9

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Equipe de Sorocaba é a campeã da Copa Brasil de Ciclismo


A Padaria Real/Céu Azul Alimentos/Cannondale/PMS sagrou-se campeã da Copa Brasil de Ciclismo, em prova final disputada neste domingo (16), na Marginal Pinheiros, em São Paulo. A vice-campeã foi a equipe de Suzano e, em terceiro lugar, ficou a equipe de Pindamonhangaba.

A disputa final envolveu quinze times, classificados em duas etapas: uma realizada no Rio de Janeiro, no dia 11 de abril, e outra em São Paulo, no dia 09 deste mês. Também participou desta competição a equipe da novela “Passione”, a Metalúrgica Gouveia, formada pelos personagens Danilo, interpretado pelo ator Cauã Reymond, e Sinval, vivido pelo ator Kayke Brito.

Pela Real correram Gustavo Erivan, Walter Miguel Júnior e dois convidados: Patrícia de Almeida Souza e Felipe Annunciato Clavijo Martins. A competição se desenvolveu num circuito de quatro quilômetros, montado naquela marginal, e no sistema de revezamento, com os atletas se alternando na corrida conforme a categoria: elite feminina, que deu duas voltas no circuito; elite masculina (quatro voltas), júnior masculino (duas voltas) e atleta não-federado (uma volta).

Erlon Marum, o coordenador da equipe, comentou: “A maneira como essa competição foi estruturada é nova para nós. Para atender às suas regras, tivemos de convidar dois atletas que, ao final, saíram-se muito bem, cada qual atuando de forma correta de acordo com o nosso planejamento tático, e deixando o fim da prova para Erivan, que é um atleta de muita velocidade e potência nas chegadas. Tudo aconteceu como esperávamos, o que nos possibilitou trazer o título de campeões para Sorocaba.”

Erlon comentou também que, por causa do grande número de profissionais de gravação da novela “Passione”, incluindo os atores, um público numeroso assistiu à competição

domingo, 16 de maio de 2010

Sorensen brilha em Terminillo


O dinamarquês Chris Sörensen (Saxobank) venceu neste domingo a 8ª etapa da 93ª edição do Giro d’Itália. Ele cruzou sozinho a linha de chegada no topo de Terminillo após 189 km a partir de Chianciano Terme.

No primeiro dia com chegada em subida desta edição do Giro d’Italia, os candidatos ao título da competição adotaram uma posição mais conservadora e apenas controlaram os ataques rivais, permitindo o sucesso de Sorensen, presente na fuga de 17 ciclistas que marcou a etapa.

A etapa deste domingo começou a notícia do abandono de Alessandro Petacchi (Lampre), que deixou a competição sem nenhuma vitória. Esta pode ter sido a última participação dele na grande volta italiana.

Logo nos primeiros quilômetros, um grupo de 17 ciclistas [Jose Ochoa Carlos (Diquigiovanni), Jackson Rodriguez (Diquigiovanni), Johann Tschopp (BBox), Thomas Voeckler (BBox), Rigoberto Uran (Caisse D’Epargne), David Moncutie (Cofidis), Matthias Brandle (Footon-Servetto), Steven Krujiswijk (Rabobank), Chriss Froome (Sky), Steve Cummings (Sky), Evgeni Petrov (Katusha), Chris Sörensen (Saxo), Simone Stortoni (Colnago), Cayetano Sarmiento (Acqua e Sapone), Anthony Ravard (Ag2r) e Addy Engels (Quick Step)] formou a fuga do dia, que permaneceu até os quilômtros finais, quando começou a ascenção do Terminillo, uma montanha de 16 km, com ascensão média de 7,3% e trechos de 12%.

Desde os primeiros ataques, ficou claro o interesse de Sorensen na etapa e quando Simone Stortoni (Colnago) abriu uma boa vantagem, o dinarmarquês fez de tudo para alcançá-lo. Os dois chegaram a andar juntos, mas logo, Stortoni ficou para trás e terminou em segundo.

No final, vários ciclistas tentaram atacar o grupo maglia rosa. Primeiro Scarponi, depois Cunego, Gadret. Xavier Tondo (Cervèlo) conseguiu e chegou em terceiro na etapa. Alexandre Vinokourov (Astana) e Cadel Evans (BMC), desgastados pela etapa de ontem, apenas controlaram os rivais e mantiveram as duas primeiras colocações na classificação geral. Vincenzo Nibali agora é o terceiro.

Nesta segunda-feira, os ciclistas disputarão uma etapa de 188 km entre Frosinone e Cava De’Tirreni. Um percurso plano, que deve favorecer os velocistas.

Fonte:http://prologo.uol.com.br/

Giro d'Italia 2010 7° tappa Carrara-Montalcino

Giro d'Italia 2010 - Stage 7 - (1/5) Crash Nibali / start sterrato

Evans vence de forma brilhante; Vino é maglia rosa


Cadel Evans (BMC) venceu a 7ª etapa do Giro d´Itália 2010, disputada entre Carrara e Montalcino, neste sábado. A prova foi marcada pelas péssimas condições climáticas, além dos trechos enlameados do percurso.

Após envolver-se numa queda, Evans se recuperou e alcançou o grupo principal. No último quilômetro da etapa, o australiano superou o italiano Damiano Cunego (Lampre) e o cazaque Alexander Vinokourov (Astana), segundo e terceiro respectivamente.

Vincenzo Nibali (Liquigas) acabou sendo o grande prejudicado do dia, após cair quando restavam 32 km para o encerramento da etapa, não sendo capaz de recuperar o tempo perdido em relação aos adversários. Três companheiros da equipe italiana também acabaram envolvidos.

Apesar das boas qualidades da estrada, a chuva acabou tornando o percurso um lamaçal. Os ciclistas não diminuíram o ritmo, e não se incomodaram com a sujeira nos uniformes [ em alguns momentos parecia uma prova de ciclocross]. Vinokourov, com uma grande performance, atacou em diversos momentos, e recuperou a maglia rosa.

Um grupo de cinco ciclistas prevaleceu nos quilômetros finais: Evans, Cunego e Vino, seguidos de perto por Marco Pinotti (Columbia-HTC) e David Arroyo (Caisse d’Epargne). Mas o australiano foi mais forte e venceu o sprint.

Ivan Basso e Vincenzo Nibali embalaram um ao outro para tentar reduzir a diferença e chegar ao pelotão, mas não tiveram sucesso.

Classificação Etapa

1 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team 5:13:37
2 Damiano Cunego (Ita) Lampre-Farnese Vini 0:00:02
3 Alexandre Vinokourov (Kaz) Astana
4 Marco Pinotti (Ita) Team HTC – Columbia 0:00:06
5 David Arroyo Duran (Spa) Caisse d’Epargne 0:00:12
6 Stefano Garzelli (Ita) Acqua & Sapone 0:00:27
7 John Gadret (Fra) AG2R La Mondiale 0:00:29
8 Michele Scarponi (Ita) Androni Giocattoli 0:01:01

Classificação Geral

1 Alexandre Vinokourov (Kaz) Astana 24:09:42
2 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team 0:01:12
3 David Millar (GBr) Garmin – Transitions 0:01:29
4 Vladimir Karpets Russia Team Katusha 0:01:30
5 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo 0:01:33
6 Marco Pinotti (Ita) Team HTC – Columbia 0:01:40
7 Linus Gerdemann (Ger) Team Milram 0:01:50
8 Ivan Basso (Ita) Liquigas-Doimo 0:01:51

Fonte: http://prologo.uol.com.br/

Giro d'Italia 2010 - Stage 6 - Last kilometer

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Giro d’Italia 2010: Liquigas mostra sua força e Nibali é líder geral


Após o primeiro dia de descanso realizado ontem terça feira dia 11, alguns atletas descansaram e aproveitaram para pensar nos próximos dias decisivos que o Giro ainda apresentará.

O time italiano Liquigas conquistou a vitória da quarta etapa realizada nesta terça feira 11, um contra relógio por equipes realizado entre Savigliano e Cuneo com 33 quilômetros de distancia.

A equipe concluiu o percurso com o tempo de 36 minutos e 37 segundos o suficiente para vencer com 13 segundos de vantagem para a vice-campeã Sky. Com o resultado a esquadra italiana também tem agora o novo líder geral, Vicenzo Nibali é o novo camisa rosa. Outro grande favorito ao titulo ivan Basso que não vinha sendo citado pulou para a segunda colocação geral podendo ser uma grande cartada para a Liquigas.

A equipe BMC do australiano Cadel Evans grande favorita a vitória na etapa terminou apenas na 12ª colocação perdendo 1m21s para a equipe vencedora.

Amanha será realizada a quinta etapa entre as cidades de Navara e Novi Ligure com 162 quilômetros, será uma etapa plana beneficiando mais uma vez os velocistas.

Classificação da quarta etapa:

1 Liquigas-Doimo 0:36:37
2 Sky Professional Cycling Team 0:00:13
3 Team HTC-Columbia 0:00:21
4 Team Katusha 0:00:27
5 Cervélo TestTeam 0:00:38
6 Astana
7 Omega Pharma-Lotto 0:00:46
8 Garmin-Transitions 0:00:49
9 Team Saxo Bank 0:00:50
10 Team Milram 0:00:57

Classificação geral após quatro etapas:

1 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas-Doimo 10:44:00
2 Ivan Basso (Ita) Liquigas-Doimo 0:00:13
3 Valerio Agnoli (Ita) Liquigas-Doimo 0:00:20
4 André Greipel (Ger) Team HTC – Columbia 0:00:26
5 Matthew Harley Goss (Aus) Team HTC – Columbia
6 Alexander Vinokourov (Kaz) Astana 0:00:33
7 Vladimir Karpets (Rus) Team Katusha 0:00:39

Copa Brasil de Ciclismo terá a grande final neste domingo


São Paulo (SP) - A grande final da Copa Brasil de Ciclismo será disputada neste domingo, a partir das 7 horas, num circuito de 4 quilômetros, a ser montado na Marginal Pinheiros, em São Paulo. A competição reunirá 15 equipes, classificadas nas eliminatórias do Rio de Janeiro e de São Paulo, e terá a participação de alguns dos principais atletas do País.

Em seu primeiro ano, o evento é um projeto experimental, com características próprias e, por isso, não conta pontos para o ranking da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Os organizadores apostam no sucesso da competição, já garantida para a temporada de 2011.

A prova reúne equipes com quatro ciclistas cada, representando as categorias Elite feminina (2 voltas no circuito), Elite masculina (quatro voltas), Júnior masculino (2 voltas) e não-federado masculino (uma volta). O revezamento seguirá esta ordem, sendo que a última volta será feita em conjunto pelo ciclista júnior e o ciclista não-federado.

O tempo total da equipe será finalizado quando o ciclista júnior masculino ou o não-federado cruzar a linha de chegada, independentemente da posição, sendo obrigatório que ambos completem o percurso.

Além da premiação em dinheiro, as três equipes mais bem colocadas receberão troféus e medalhas de participação.

As 15 equipes classificadas para a final são as seguintes:

Metalúrgica Gouveia/São Paulo (SP)
Rio de Janeiro/FW Engenharia (RJ)
São Bernardo/ACD/Metodista/Thulle/Fritiquello/F2r (SP)
Campinas/Fiec/Bike Fan (SP)
Seleção Mineira de Ciclismo (MG)
Campo Grande/Ser Cidade Verde (MS)
Goiânia/Clube Fernandes de Ciclismo (GO)
Petrópolis/Amazonas Bike (RJ)
Suzano/Ecus/GTK/Ciclomania/Protek (SP)
Santos/Memorial/Giant (SP)
Pindamonhangaba/Funvic/Sundown (SP)
Curitiba/Clube Dataro de Ciclismo (PR)
Florianópolis/Avaí/APGF (SC)
São Caetano do Sul (SP)
Sorocaba/Padaria Real/Céu Azul Alimentos/Cannondale (SP)

O kit de participação e o chip de cronometragem deverão ser retirados no sábado, das 15 às 17 horas, no Hotel Blue Tree Towers Morumbi Convention Center, que fica na avenida Roque Petroni Júnior, 1000, em São Paulo.

Ciclismo na novela – Passione, a novela que substituirá Viver a Vida no horário nobre da TV Globo, a partir de segunda-feira, terá um núcleo de personagens envolvido com o ciclismo. O personagem Gerson (Marcelo Anthony) será o chefe de equipe da Metalúrgica Gouveia, que tem Danilo (Cauã Raymond) e Sinval (Kaike Brito) como ciclistas. Algumas cenas da novela escrita por Sílvio de Abreu serão gravadas durante a Copa Brasil, neste domingo.

A Copa Brasil de Ciclismo tem organização e realização da Rede Globo e Yescom, com supervisão técnica da Confederação Brasileira de Ciclismo. O patrocínio é da Kia, Houston, Fisk,e Bout’s e apoio especial da Federação Paulista de Ciclismo, Prefeitura de São Paulo e Instituto de Desenvolvimento do Esporte, Entretenimento, Educação, Inclusão, Arte, Cultura e Sustentabilidade – Ideeia.

terça-feira, 11 de maio de 2010



Treino no interior



Team Allez,

Essa é a estrada que comentei com vocês que precisamos marcar um treino.
O asfalto é perfeito e é repleta de subidas.
Podemos fazer treinos de 60km, 100km e 150km...precisamos apenas combinar o fds e ficaremos todos no sítio da Iara, obviamente com churrasco, piscina e cerveja.

Treino 100km (Bauru-Jaú-Bauru)

video

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Giro d´Itália 2010 começa no próximo sábado


No próximo sábado, dia 8, começa mais uma edição do Giro d´Itália, uma das três Grandes Voltas do ciclismo mundial. Sem baixas confirmadas até o presente momento, as 22 equipes presentes na competição confirmaram a lista com o nome dos seus respectivos atletas.

Com isso, a RCS Sport, organizadora do evento, encerra em definitivo as portas para as equipes italianas que ainda tinham pretensão de participar do Giro 2010; casos de Carmiooro-NGC, Flaminia, ISD-Neri e De Rosa-Stac Plastic.

Entres os favoritos para a conquista do título neste ano estão Alexander Vinokourov (Astana), Ivan Basso e Franco Pellizotti (Liquigas), Bradley Wiggins (Sky), Cadel Evans (BMC), Felippo Pozzatto (Katusha) e Carlos Sastre (Cervélo).

Para ver a lista completa de atletas presentes na prova acesse: http://prologo.uol.com.br/

Fonte: FPC

Copa VO2 - Desafio Serra de Campos 2010

FDS em Campos com Copa VO2 não tem preço...rsss






Mascote Allez Race Team





Copa VO2 - Desafio Serra de Campos 2010



Copa VO2 - Desafio Serra de Campos 2010



Copa VO2 - Desafio Serra de Campos 2010








Copa VO2 - Desafio Serra de Campos 2010