sábado, 29 de agosto de 2009

Cubano vence a terceira consecutiva e bate recorde

A sexta etapa do Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo, realizada nesta sexta-feira (28), entre as cidades de Bauru/Pardinho/Sorocaba, vai entrar para a história da competição. Pela primeira vez em seis edições, um ciclista atinge a incrível marca de três vitórias consecutivas. A façanha coube ao cubano Michel Fernandez, que compete pela equipe de São Caetano do Sul (Cesc/Sundown/Nossa Caixa/Calypso/Maxxis). Ele completou o percurso de 181 quilômetros em 04h25min25s.

O pódio ainda foi completado pelo uruguaio Hector Figueiras, de Pindamonhangaba (Fapi Funvic/Sundown/JKS/Pindamonhangaba), seguido pelo atleta da equipe da casa (Padaria Real/Céu Azul Alimentos/Sorocaba/Cannondale), Andrey Ortiz.

Mesmo com os resultados desta sexta-feira, o português Sérgio Ribeiro, que ficou pela primeira vez fora do pódio nas últimas cinco etapas, manteve a liderança na classificação geral, com o tempo acumulado de 22h02min10s, seguido do seu companheiro, Bruno Pires, que totaliza 22h02min34s. Na terceira posição, está o brasileiro Magno Nazaret, de Pindamonhangaba, com 22h02min51s.

A vitória do cubano foi a sexta dos atletas estrangeiros em seis provas disputadas nesta edição. Além das três conquistas de Michel Fernandez, os outros vencedores foram o uruguaio Hector Figueiras e o português Sérgio Ribeiro.

“É uma felicidade muito grande atingir uma marca inédita em uma competição tão importante como a Volta Ciclística de São Paulo. Estou muito feliz e vou trabalhar para aumentar essa vantagem”, disse o cubano logo após a prova, que já tinha vencido as etapas São Carlos/Ribeirão Preto e Ribeirão Preto/Bauru. “Foi uma prova muito dura, desgastante. Desde o início, procurei me manter no pelotão principal. Nos últimos quilômetros, o Raul, o Thiago e o Leonardo me puxaram. Já na reta final, o Fabiele me embalou e conquistei essa vitória”, declarou o atleta, que fez questão de elogiar o trabalho de toda a equipe. “Nossa tática foi perfeita. Estamos bastante unidos e essa vitória mostra o nosso espírito de união”.

Com a vitória, Michel Fernandez entrou definitivamente na briga pelo título de pontos da competição. Além de vencer a etapa, o ciclista também faturou uma das duas metas volantes realizadas. Assim, está em segundo lugar, com 45 pontos, contra 49 do português Sérgio Ribeiro. “Vou brigar até o fim da competição pelo título de pontos. Estou bastante confiante e vou buscar esse troféu”, afirmou. “Hoje na meta volante, o Raul e o Fabiele me embalaram e consegui vencer”, contou. Além dele, a equipe do ABC ainda obteve um segundo lugar com Fabiele Motta e uma quarta posição com André Grizante na meta volante.

A prova
Antes da largada para Sorocaba, os ciclistas disputaram uma prova simbólica em Bauru, com seis quilômetros. O evento não valeu pontuação e nem tempo para o Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo. O vencedor foi Carlos França, seguido de Wendel Berbel e, Bruno Tabanez.

Depois dessa disputa, todo o comboio percorreu um trecho neutralizado até a cidade de Pardinho, onde aconteceu a largada oficial para a prova. Desde o começo, a corrida foi agressiva, com vários ataques. A melhor tentativa aconteceu aproximadamente no quilômetro oitenta da prova. Os ciclistas Fábio Ribeiro (Ribeirão Preto), Douglas Moy (Suzano) e Bruno Pires (Portugal) escaparam e lideraram até o quilômetro 170, quando o pelotão engoliu os competidores. A partir daí aconteceram vários ataques. Depois de um bom trabalho da equipe, Michel Fernandez veio embalado na roda do companheiro Fabiele Motta e conquistou a vitória.




quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Vamos com a equipe completa

Volta Ciclística de São Paulo se destaca pela infraestrutura

Ribeirão Preto (SP)- O Tour do Brasil chega à metade confirmando as expectativas de briga acirrada pelo título, motivada pela presença das principais equipes do país e destaques do exterior. Até o momento, o português Sergio Ribeiro, da Barbot/Siper/Azeite Vila Flor, lidera a competição e promete continuar lutando muito para acabar com a hegemonia brasileira na competição. As belas disputas realizadas são frutos da qualidade inegável dos ciclistas e suas equipes, mas também de toda a infraestrutura montada para a competição pela Yescom, Confederação Brasileira de Ciclismo e Federação Paulista de Ciclismo.


Coordenada pela Yescom, com know-how de grandes competições internacionais como a Copa América, Copa da República, São Silvestre e Maratona Internacional de São Paulo, entre outros, o Tour do Brasil não fica devendo em nada para as disputas no exterior. “O evento está de parabéns. A estrutura está perfeita, com grandes disputas internacionais”, afirmou o ciclista Bruno Pires, da equipe portuguesa, terceiro colocado na Volta de Portugal e uma das forças do esporte na Europa.

O cuidado para dar tranquilidade, conforto e segurança a ciclistas e equipes foi muito grande. Para isso, fazem parte da caravana equipe médica, Polícia Militar e staff, que garante tudo isso. São quatro ambulâncias que reúnem 40 profissionais de saúde do Hcor Hospital do Coração de São Paulo. No que diz respeito ao controle do trânsito e fechamento das estradas, 40 integrantes da Polícia Militar vem realizando um trabalho campeão, dando toda a tranquilidade aos ciclistas e caravana. O auxílio das polícias locais também tem sido fundamental para o Tour do Brasil/Volta Ciclística de São Paulo.

O evento reúne cerca de 400 pessoas, mas ao longo da prova, outras centenas se juntam para dar todo o suporte necessário. São elas representantes de cada um dos órgãos públicos das cidades-sede envolvidas, Guarda Municipal, Defesa Civil e bases regionais da Polícia Militar e Polícia Rodoviária, que asseguram a perfeita passagem de um evento de grandes proporções com este.

Na verdade, antes mesmo dos ciclistas, a estrutura do Tour do Brasil/Volta Ciclística do Brasil já está nas cidades. São as equipes de montagem, quatro no total, cada uma com 100 pessoas, que cuidam da preparação de toda a cenografia para a chegada, com pórtico, grandes de segurança, pódio e set de entrevistas. Elas trabalham simultaneamente para poder deixar cada chegada impecável para o evento e público.

As equipes possuem carros de apoio, que possibilitam atender aos seus atletas em qualquer momento da competição, e pode permitir que o mesmo continue na disputa apesar do problema. Aliás, por falar em carros, são mais de 60 em todo o comboio, que cruzam o estado com o apoio das concessionárias das estradas que fazem parte do percurso. São elas que deixam as pistas em perfeitas condições para o dia-a-dia e também para a passagem dos ciclistas.

A visibilidade da competição é garantida pela Rede Globo de Televisão e suas afiliadas em todo o estado de São Paulo. O evento é mostrado para todo o país em boletins diários da TV Globo e do Canal SporTV, além do exterior pela Globo Internacional, que distribui imagens para mais de 100 países em todo o mundo.
O Tour do Brasil – Volta Ciclística de São Paulo 2009 é uma realização da Rede Globo, com organização da Yescom, Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Federação Paulista de Ciclismo (FPC), com apoio especial do Governo do Estado de São Paulo. A supervisão é da União Ciclística Internacional (UCI), CBC e FPC, com apoio especial das Secretarias Estaduais de Esporte e Turismo, de Transportes, de Segurança Pública, Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo. Além do apoio das prefeituras de São Paulo, São José dos Campos, Atibaia, São Carlos, Bauru, Ribeirão Preto, Sorocaba, Campinas e Jundiaí, das concessionárias Dersa, CCR Autoban, CCR Via Oeste, DER, Artesp, Colinas, Triângulo do Sol, Renovias, Ecopistas, Rota das Bandeiras, Vianorte, Autovias, Centrovias e Rodovias do Tietê.

O patrocínio é do Banco do Brasil, o banco do ciclismo brasileiro e a promoção e transmissão são da TV Globo, SporTV e Globo Internacional. Apóiam também o evento o HCor Hospital do Coração de São Paulo, Fisk Inglês e Espanhol, Montevérgine, Café 3 Corações, Movida Rent a Car, Sundown Bicicletas, Gu Energy Gel, Eqmax e Vzan.

Cubano vence outra etapa da Volta Ciclística de São Paulo

Com um sprint sensacional nos últimos 300 metros, o cubano Michel Fernandez, que compete pela equipe de ciclismo de São Caetano do Sul (Cesc/Sundown/Nossa Caixa/Calypso/Maxxis), ganhou mais uma etapa do Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo. Nesta quinta-feira (27), o ciclista venceu a quinta prova da competição, que foi realizada entre Ribeirão Preto/Bauru. Ele completou o percurso de 211,6 quilômetros em 5h02min29s.

O segundo colocado na corrida foi o português Sérgio Ribeiro, que herdou a posição do brasileiro Andrey Ortiz, da equipe de Sorocaba (Padaria Real/ Céu Azul Alimentos/Sorocaba/Cannondale), desclassificado da prova pelos comissários, que julgaram que o atleta tentou fechar o vencedor. Assim, Carlos França, de Cordeirópolis (DataRo/Sel Cordeirópolis), que terminou em quarto lugar, subiu para a terceira posição.

A vitória do cubano foi sua segunda na competição. Antes, ele tinha vencido a etapa entre São Carlos/Ribeirão Preto, na quarta-feira. Aliás, os estrangeiros venceram todas as cinco etapas do evento. Os outros ganhadores foram Hector Figueiras, de Pindamonhangaba (Fapi Funvic/Sundown/JKS/Pindamonhangaba) e Sérgio Ribeiro, que ganhou duas corridas.

Apesar da vitória de Michel Fernandez, o líder da classificação geral continua sendo Sérgio Ribeiro, que tem o tempo acumulado de 17h36min45s. O segundo colocado é Bruno Pires, seguido de Magno Nazaret.

“Foi a vitória mais difícil que conquistei no Brasil. A prova foi muito cansativa, já que a quilometragem era longa e estava muito quente. Outra dificuldade foi a chegada, que foi muito perigosa”, afirmou o cubano, que vive no Brasil há dois anos. “É uma vitória que dará ainda mais confiança para mim e para a equipe. Estamos confiantes e vamos tentar subir mais vezes no pódio”, declarou o ciclista, que já tinha também ficado em terceiro lugar na primeira etapa, realizada entre São Paulo/São José dos Campos. “Tenho que agradecer muito a minha equipe, que me ajudou bastante. No final, o Fabiele Mota puxou e me largou na curva para eu sprintar e conquistar a vitória”, contou.

Com a vitória, Michel Fernandez se manteve na luta pelo título de pontos da competição. Ele está em segundo lugar na classificação geral, com 30 pontos, contra 49 do líder, Sérgio Ribeiro. “A vitória dá ainda mais confiança. Vou lutar por esse título”, completou, o ciclista, que está no Brasil desde o final dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, quando desertou da delegação de Cuba. O atleta optou por permanecer no país após conhecer uma mulher durante o Campeonato Pan-Americano de Ciclismo, que aconteceu em 2006, em Caieiras.

A prova
Apesar do desgaste das últimas duas etapas, os ciclistas imprimiram um ritmo forte desde o início. Logo no quilômetro 9, dez atletas escaparam do pelotão. Eles chegaram a abrir 8min20s, mas o grupo principal começou a tirar a diferença. No quilômetro 140 da corrida, Verinaldo (Guarulhos), Douglas Moy (Suzano), Gilberto Gois (Avaí) e Antonio Amorim (Portugal) se desgarraram da fuga. Porém, quarenta quilômetros depois todos os ciclistas estavam embolados. A partir daí, vários ataques surgiram, mas a prova veio para a chegada. Fabiele Motta levou Michel Fernandez, que sprintou faltando 300 metros e venceu a corrida.

Acidente – Faltando três quilômetros, aproximadamente vinte ciclistas se envolveram em um acidente. Luciano Pagliarini foi levado ao hospital com suspeita de fratura na mão, mas nada foi constatado. Já Marcos Novello fraturou o braço direito na queda.





quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Volta da Espanha 2009



A Volta a Espanha partirá de Assen, na Holanda, a 29 de Agosto, cruzará a Bélgica e regressará a território espanhol ao quinto dia. De fora da edição 2009 ficarão os Pirenéus, substituídos pelas subidas da Andaluzia (Aitana, Xorret de Cati) e, mais tarde, pelo alto de Velefique, Serra Nevada e Serra da La Pandera.
Do total de 21 etapas - e 3266 quilómetros -, cinco serão com final em altitude e três de contra-relógio, começando pelo prólogo de Assen. Esta é a segunda ocasião em que a Vuelta parte fora das suas fronteiras, após a experiência em 1997, em Lisboa.

As etapas:

1ª (29 Ago) Assen-Assen (CRI) 4,5 km.
2ª (30 Ago) Assen-Emmen 202
3ª (31 Ago) Zutphen-Venlo 185
4ª (01 Set) Venlo-Liége 224
Dia de descanso
5ª (03 Set) Tarragona-Vinarós 174
6ª (04 Set) Xátiva-Xátiva 186
7ª (05 Set) Valência-Valência (CRI) 30
8ª (06 Set) Alzira-Alto de Aitana 206
9ª (07 Set) Alcoy-Xorret de Cati 186
10ª (08 Set) Alicante-Múrcia 162
11ª (09 Set) Murcia-Caravaca Cruz 191
Dia de descanso
12ª (11 Set) Almeria-Alto de Velefique 174
13ª (12 Set) Béjar-Sierra Nevada 175
14ª (13 Set) Granada-Sierra Pandera 157
15ª (14 Set) Jaén-Córdoba 168
16ª (15 Set) Córdoba-Puertollano 170
17ª (16 Set) Ciudad Real-Talavera Reina 175
18ª (17 Set) Talavera de la Reina-Ávila 187
19ª (18 Set) Ávila-La Granja St. Ildefonso 174
20ª (19 Set) Toledo-Toledo (CRI) 26
21ª (20 Set) Rivas Vaciamadrid-Madrid 110

Volta: Quinta etapa terá o segundo percurso mais longo

Depois de São Paulo, São José dos Campos, Atibaia, São Carlos e Ribeirão Preto, o Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo parte agora rumo a Bauru. A quinta etapa da competição será realizada nesta quinta-feira, entre as cidades de Ribeirão Preto/Bauru, com 211,6, o segundo maior percurso da competição. A largada acontecerá às 7 horas, na Avenida Adolfo Bianco Molina, enquanto a chegada será na Avenida Nações Unidas (Anfiteatro Vitória Regia). O tempo de duração de prova está estimado em 4h42min.
“Essa quinta etapa tem tudo para ser emocionante e decisiva. Os atletas já estão desgastados da terceira etapa, que teve o trecho mais longo (297 km), e da etapa desta quarta-feira, que teve vento lateral e foi muito rápida. Mesmo assim, acredito que as equipes brasileiras vão arriscar bastante para tirar a diferença de Portugal”, comentou o diretor técnico da Federação Paulista de Ciclismo (FPC), Gilson Alvaristo. “É uma das etapas mais duras da competição, além de ser a segunda mais longa. Os ciclistas vão encontrar um percurso ondulado e muita subida”, acrescentou Alvaristo, que prevê uma chegada perigosa. “É uma chegada muito perigosa. Os 500 metros finais têm uma curva de quase 90º, que pode ocasionar muitos acidentes”, explicou.
A quinta etapa terá três metas volantes, que serão disputadas nos quilômetros 53,4, 159 e 181,6. A prova também terá dois prêmios de montanha: no quilômetro 94,5, com dificuldade regular e no 137,8, com dificuldade média.

Ciclista de São Caetano vence a quarta etapa da Volta Ciclística

Os ciclistas estrangeiros continuam dominando o Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo. Depois de duas vitórias portuguesas e uma uruguaia, o vencedor desta vez foi um cubano. O ciclista Michel Fernandez, de 26 anos, que compete pela equipe de ciclismo de São Caetano do Sul (Cesc/Sundown/Nossa Caixa/Calypso/Maxxis), ganhou a quarta etapa da competição, realizada entre São Carlos/Ribeirão Preto. Ele completou o percurso de 99,5 quilômetros em 2h14min43s. O segundo colocado foi Sérgio Ribeiro, da equipe de Portugal (Barbot/Siper/Azeite Vila Flor), seguido de Kleber Ramos, de Pindamonhangaba (Fapi Funvic/Sundown/JKS/Pindamonhangaba).



Mesmo com a segunda colocação na prova, Sérgio Ribeiro manteve a liderança na classificação geral, com o tempo acumulado de 12h34min25s, contra 12h34min45s do compatriota Bruno Pires, que continua em segundo lugar. Na terceira posição está o brasileiro Magno Nazaret, de Pindamonhangaba.

“É muito gratificante vencer uma etapa com a importância da Volta Ciclística de São Paulo. Estou muito feliz e contente com esse resultado”, disse o ciclista Michel Fernandez, que já tinha ficado em terceiro lugar na primeira etapa da competição, que aconteceu entre São Paulo/São José dos Campos. “Apesar da prova ser curta, o percurso era difícil, já que estava ventando muito e tinha várias subidas e descidas. Por isso, me esforcei bastante para ficar sempre no pelotão principal. Assim, consegui me posicionar bem para a chegada e venci a prova”, contou o cubano, que no ano passado competiu por Ribeirão Preto.

Com a vitória, Michel Fernandez pulou do quarto para o segundo lugar da classificação por pontos. Ele soma 20 pontos, contra 37 do líder o português, Sérgio Ribeiro. “Essa vitória me dá um incentivo extra para brigar pelo título da classificação por pontos”, declarou o atleta.

Michel Fernandez vive no Brasil desde o final dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, quando desertou da delegação de Cuba. Ele optou por permanecer no Brasil após conhecer uma mulher durante o Campeonato Pan-Americano de Ciclismo, que aconteceu em 2006, em Caieiras. Dos atletas cubanos que se refugiaram no país durante o Pan, o ciclista é o único que permanece por aqui.

A prova
Mesmo com a etapa desgastante da terça-feira, que teve 247 quilômetros, os ciclistas imprimiram um forte ritmo desde a largada em São Carlos. Várias tentativas de fugas aconteceram durante a prova, mas nenhuma vingou. No final da corrida, o pelotão se dividiu em três. No primeiro grupo, Michel Fernandez arrancou faltando quinhentos metros e conquistou a vitória.

A prova também foi marcada por muitas quedas, principalmente, na chegada a Ribeirão Preto, quando dois acidentes aconteceram, envolvendo um total de dez atletas.










Fonte: FPC

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Volta do Estado de São Paulo 2009

12ª Volta Ciclística Internacional do Grande ABCD

A 12ª Edição da Volta Ciclística Internacional do Grande ABCD, organizada pela Federação Paulista de Ciclismo e MZ2 Eventos, com o apoio dos sete municípios do Grande ABCD e da Polícia Militar do Estado de São Paulo, é um dos maiores eventos ciclísticos do país. As competições nas categorias Elite Masculino e Elite Feminino, são válidas para o ranking nacional.

A categoria Elite Masculino, terá sua largada em Paranapiacaba, distrito do município de Santo André, passando por todos os municípios do Grande ABCD: Rio Grande da Serra, Ribeirão Pires, Mauá, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Diadema, percorrendo um total de 102 km de “pura adrenalina”. Este ano, o município contemplado com a concentração de chegada, foi Diadema, onde serão realizadas as demais competições das diversas categorias do Ciclismo Paulista e Brasileiro.


Inscrições
Até 9 de Setembro (Sexta-Feira)

Valor: R$ 30,00 (trinta reais)
Pagto.: Depósito Bancário Identificado
Banco: 399 – HSBC
Favorecido: Federação Paulista de Ciclismo
Agência: 0455 – Rudge Ramos
Conta Corrente: 04149-19

Obrigatória a apresentação do comprovante de Depósito Identificado na retirada dos kits.

Locais de Inscrições:
Sub-Sede FPC – Av. Senador Vergueiro, 4771 - Rudge Ramos – São Bernardo do Campo – SP
E-mail: fpciclismo@fpciclismo.org.br
Fone: 11. 4367.3777
Como Chegar no Circuito em Diadema
Na saída 16 da Rodovia dos Imigrantes, entrar na Av. Fábio Eduardo R. Esquivel – sentido S.B.Campo até a Av. Piraporinha, virar a 1ª à direita no Restaurante Boiadeiro. Chegou no circuito!

Categorias
Federados:

Elite Masc. (Elite/Sub-23) – Ranking Brasileiro;
Elite Fem. (Elite/Júnior) – Ranking Brasileiro;
Open Speed Masc. (Sub-30/Universitários).
Categorias – Federados e Não Federados:
Open Júnior Masc. (1994 a 1991 – 15 a 18 anos);
Open Master Masc. (até 1959 – 50 anos acima);
Open Senior Masc. (1960 a 1969 – 40 a 49 anos);
Mountain Bike Masc. (Acima de 16 anos).
Categoria Somente para Não Federados:

Speed Masc. (Amador acima de 16 anos com o mínimo de 3 anos sem estar federado).
Programação de Sábado (12 de Setembro)
Entrega de kits
Número e camiseta do evento. Levar comprovante original de Depósito Identificado.

Local: Av. Dr. Ulisses Guimarães – Vila Nogueira (em frente ao Depto. de Transito e Secretaria de Transportes de Diadema). Hora: das 13h às 17h.

Programação de Domingo (13 de Setembro)
Largada 1
Hora: 8h00 (prova em linha de 82km + 10 voltas no circuito de 2km, totalizando 102km).
Local: Paranapiacaba (entrada principal do distrito).
Categoria: Elite Masc. (Súmula – das 7h00 às 7h40).

Largada 2
Hora: Concentração às 7h00.
Local: Av. Dr. Ulisses Guimarães – Vila Nogueira (em frente ao Depto. de Transito e Secretaria de Transportes de Diadema).
Categorias: todas, exceto categoria Elite Masculino.

Largadas – Circuito: 2km
1ª Bateria: às 8h00
Open Master Masc.: 25 voltas = 50km
(Chegada da categoria Elite Masc. + 10 voltas no circuito)

2ª Bateria: aprox. às 10h20
Open Júnior Masc.: 23 voltas = 46km
Elite Fem.: 25 voltas = 50km

3ª Bateria: aprox. às 12h00
Open Senior Masc.: 28 voltas = 56km

4ª Bateria: aprox. às 13h30
Open Speed Masc.: 28 voltas = 56km
Mountain Bike: 5 voltas = 10km

5ª Bateria: aprox. às 14h15
Speed Masc. (Amador): 10 voltas = 20km

Premiação
Medalhas do 1o ao 5o lugar para todas as categorias. O cerimonial de premiação acontecerá no decorrer do evento.

Elite Masculino
R$ 1.000,00
R$ 800,00
R$ 700,00
R$ 500,00
R$ 300,00
R$ 100,00
R$ 100,00
R$ 100,00
R$ 100,00
R$ 100,00

Elite Feminino
R$ 300,00
R$ 200,00
R$ 150,00
R$ 100,00
R$ 100,00

Uma Bicicleta para o campeão nas categorias: Open Master, Open Senior, Open Speed, Open Júnior, Mountain Bike e Speed Masc. (Amador).

Sérgio Ribeiro vence mais uma etapa da Volta Ciclística de SP

Pela terceira vez consecutiva, um ciclista estrangeiro venceu uma etapa do Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo. E, quem fez a festa novamente foi a equipe de Portugal (Barbot/Siper/Azeite Vila Flor). Vencedor da segunda etapa, realizada entre São José dos Campos/Atibaia, na segunda-feira, Sérgio Ribeiro voltou a subir ao topo do pódio. Nesta terça-feira (24), ele ganhou o percurso de 247 quilômetros, que aconteceu entre Atibaia/São Carlos, com o tempo de 5h42min24s. O segundo colocado foi Tiago Fiorilli, de Suzano (Flying Horse/Caloi/Unilance), seguido de Bruno Pires, também de Portugal.



Com os resultados, Sérgio Ribeiro disparou ainda mais na liderança da competição. Depois de três etapas disputadas, o português tem o tempo acumulado de 10h19min48s, contra 10h20min02 do seu compatriota Bruno Pires. O terceiro colocado continua sendo o brasileiro Magno Nazaret, da equipe de Pindamonhangaba (Fapi Funvic/Sundown/JKS/Pindamonhangaba), que está 26 segundos atrás do líder.

“Foi uma prova muito longa e cansativa, mas felizmente consegui vencer e me manter na liderança da competição. Estou muito contente com mais essa vitória”, afirmou Sérgio Ribeiro, que também é líder por pontos, com 30 pontos. “Hoje, as equipes adversárias atacaram o tempo inteiro. A nossa estratégia foi manter um ritmo forte e tentar tirar a diferença. Com um trabalho de equipe perfeito, conseguimos atingir nosso objetivo”, declarou o ciclista. “A nossa equipe é muito unida e isso faz a diferença. A união faz a força. Esse é o lema da nossa equipe”, afirmou.

Além da classificação geral e por pontos, a equipe portuguesa também é líder do prêmio de montanha e da classificação por equipes. No prêmio de montanha, Bruno Pires soma 16 pontos, contra 12 do brasileiro Andrey Ortiz, que compete pela equipe de Sorocaba (Padaria Real/ Céu Azul Alimentos/Sorocaba/Cannondale). Já na classificação por equipes, Portugal aparece com o tempo acumulado de 31h01min22s, contra 31h02min34s da vice-líder, Pindamonhangaba.

A prova
A etapa mais longa do Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo teve muitos ataques. Logo no início da prova, oito ciclistas escaparam, mas logo foram neutralizados. Pouco tempo depois, aconteceu uma de fuga onze atletas. Entre eles, estava o ciclista Valcemar Justino, da equipe de São Caetano do Sul (Cesc/Sundown/Nossa Caixa/Calypso/Maxxis), que a partir do quilômetro 84 se desgarrou dos outros competidores e liderou sozinho até o quilômetro 173, mas acabou superado pelo pelotão principal. O campeão brasileiro de 2008, inclusive, venceu uma meta volante e chegou em terceiro na outra, além de ganhar um prêmio de montanha. A partir do quilômetro 180, os portugueses tomaram a dianteira do pelotão e controlaram a prova até o final. Com isso, Sérgio Ribeiro atacou no momento decisivo e faturou a etapa.

O Tour do Brasil – Volta Ciclística de São Paulo 2009 – é uma realização da Rede Globo, com organização da Federação Paulista de Ciclismo (FPC), Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Yescom, com apoio especial do Governo do Estado de São Paulo. A supervisão é da União Ciclística Internacional (UCI), CBC e FPC, com apoio especial das Secretarias Estaduais de Esporte e Turismo, de Transportes, de Segurança Pública, Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo, além do apoio das concessionárias, cidades e órgãos públicos envolvidos. A promoção e transmissão são da TV Globo, SporTV e Globo Internacional.

Confira o restante da programação do Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo
5ª etapa, 26/8: São Carlos – Ribeirão Preto, 99,5 km
6ª etapa, 27/8: Ribeirão Preto – Bauru, 211,6 km
7ª etapa, 28/8: Bauru – Sorocaba, 181 km
8ª etapa, 29/8: Sorocaba – Campinas, 169,6 km
9ª etapa, 30/8: Jundiaí – São Paulo, 51.5 km

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Mais fotos - terceira etapa



Mais fotos - Segunda etapa





4ª ETAPA CAMPEONATO MUNICIPAL de CICLISMO COPA SÊNIOR / MASTER e FEMININO DE CICLISMO 2009

Parabéns Minero,

Você estava merecendo. É isso aí, mais um podium em SJC.



Esse é bom de calculo...rsss

video

Equipe portuguesa faz dobradinha na 2ª etapa da Volta Ciclística

Os ciclistas estrangeiros voltaram a se destacar na segunda etapa do Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo, realizada entre as cidades de São José dos Campos/Atibaia, nesta segunda-feira. Depois de 113 quilômetros percorridos, o ciclista Sérgio Ribeiro, da equipe de Portugal (Barbot/Siper/Azeite Vila Flor), foi o vencedor da prova. Ele cruzou a linha de chegada em 2h26min13s393, seguido pelo seu companheiro, Bruno Pires. O terceiro colocado na corrida foi o brasileiro Magno Nazaret, de Pindamonhangaba (Fapi Funvic/Sundown/JKS/Pindamonhangaba).



Na primeira etapa, os três primeiros colocados também foram ciclistas estrangeiros. A vitória foi do uruguaio Hector Figueiras, de 25 anos, seguido de Luiz Almonacid, e o cubano Michel Fernandez

Na classificação geral, após as duas etapas realizadas, o líder é Sérgio Ribeiro, com o tempo acumulado de 4h37min34s. O segundo colocado é Bruno Pires, que tem o tempo de 4h37min41s, enquanto o terceiro lugar é de Magno Nazaret, que soma 4h37min47s.

“É uma vitória muito importante para mim e para toda a equipe. Mostramos que viemos para brigar pelo título do campeonato e não apenas passear como foi dito em Portugal”, declarou Sérgio Ribeiro. “A equipe fez um trabalho perfeito durante toda a etapa. Arrancamos para o prêmio de montanha e mantivemos o ritmo até o final”, contou o vencedor da prova e líder da classificação geral. “Imprimimos um ritmo muito forte. Na chegada a Atibaia, eu tinha muita confiança na vitória, já que sou um ciclista rápido e esse tipo de terreno é meu forte”, completou.



Durante os 113 quilômetros da corrida, os ciclistas tentaram várias fugas, mas a maioria foi neutralizada rapidamente. A única que vingou foi comandada pela equipe portuguesa, que imprimiu um ritmo forte a partir do quilômetro 74. Em alguns momentos da prova, os portugueses colocaram sete ciclistas puxando a fuga. No final, Sérgio Ribeiro arrancou na chegada a Atibaia e venceu a prova.

Na classificação geral por equipes, Portugal (Barbot/Siper/Azeite Vila Flor) lidera com o tempo de 13h53min41s. Já o líder por pontos é também o português Sérgio Ribeiro, que soma 19 pontos. O líder do prêmio de montanha é Andrey Ortiz, que soma 10 pontos.

O Tour do Brasil – Volta Ciclística de São Paulo 2009 – é uma realização da Rede Globo, com organização da Federação Paulista de Ciclismo (FPC), Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Yescom, com apoio especial do Governo do Estado de São Paulo. A supervisão é da União Ciclística Internacional (UCI), CBC e FPC, com apoio especial das Secretarias Estaduais de Esporte e Turismo, de Transportes, de Segurança Pública, Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo, além do apoio das concessionárias, cidades e órgãos públicos envolvidos. A promoção e transmissão são da TV Globo, SporTV e Globo Internacional.




Fotos -





Estrangeiros dominam o pódio da 1ª etapa da Volta Ciclística de SP

Em uma chegada sensacional decidida no photo finish, o uruguaio Hector Figueiras, de 25 anos, que compete pela equipe de Pindamonhangaba (Fapi Funvic/Sundown/JKS/Pindamonhangaba), venceu a primeira etapa do Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo, realizada neste domingo (23), entre as cidades de São Paulo e São José dos Campos. Ele completou o percurso de 99,1 quilômetros com o tempo de 2h11min34s. O segundo colocado foi o chileno Luiz Almonacid, da equipe do Chile (Polidesportivo Sketchers/Trek), seguido do cubano Michel Fernandez, de São Caetano do Sul (Cesc/Sundown/Nossa Caixa/Calypso/Maxxis/Kuruma).




Na classificação geral, Hector Figueiras está na liderança, com 2h11min22s, contra 2h11min27s do cubano, que venceu a única meta volante realizada neste domingo.

“Foi uma vitória maravilhosa. Na chegada, foi uma briga muito grande, mas felizmente consegui me posicionar bem e vencer”, disse Hector Figueiras. “Tenho que agradecer muito a minha equipe que fez um excelente trabalho. Estou muito contente”, acrescentou o uruguaio, que há quinze dias fraturou o osso escafóide da mão direita. “Atrapalha bastante, mas estou me superando para conquistar bons resultados. Estou muito bem”, contou o atleta enquanto caminhava para fazer o exame antidoping.

Com a vitória, Hector Figueiras venceu pela quarta vez uma etapa do Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo. O recorde pertence ao ciclista André Grizante, que compete atualmente por São Caetano do Sul, vencedor de cinco etapas da competição. “Quero muito alcançar esse recorde, mas não quero falar sobre o futuro. Quero pensar em uma etapa por vez”, afirmou o ciclista.

Prova – A largada da primeira etapa do Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo aconteceu na USP Leste. Durante toda a competição, a prova foi muito estudada. Os estrangeiros tentaram várias fugas, mas todas foram neutralizadas. A principal fuga aconteceu envolvendo os ciclistas Humberto do Vale, Jean da Silva e o uruguaio Inácio Maldonado no quilômetro 52. Porém, no quilômetro 72, a fuga foi neutralizada. Com isso, a prova veio para a chegada e o uruguaio Hector Figueiras conseguiu a vitória.

Metas – No quilômetro 41 da prova foi realizada a meta volante. O vencedor foi o cubano Michel Fernandez, seguido do uruguaio Hector Figueiras. Na terceira posição, ficou Glauber Alexandre, de São Bernardo do Campo, seguido do português Sérgio Ribeiro.

Já na montanha, o ganhador foi Andrey Ortiz, da equipe de Sorocaba (Padaria Real/ Céu Azul Alimentos/Sorocaba/Cannondale). Na segunda posição, ficou Antonio Nascimento, de Santos, enquanto o terceiro colocado foi Bruno Silva.

O Tour do Brasil – Volta Ciclística de São Paulo 2009 – é uma realização da Rede Globo, com organização da Federação Paulista de Ciclismo (FPC), Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Yescom, com apoio especial do Governo do Estado de São Paulo. A supervisão é da União Ciclística Internacional (UCI), CBC e FPC, com apoio especial das Secretarias Estaduais de Esporte e Turismo, de Transportes, de Segurança Pública, Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo, além do apoio das concessionárias, cidades e órgãos públicos envolvidos. A promoção e transmissão são da TV Globo, SporTV e Globo Internacional.

Confira o restante da programação do Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo
3ª etapa, 24/8: São José dos Campos – Atibaia, 113 km
4ª etapa, 25/8: Atibaia – São Carlos, 247 km
5ª etapa, 26/8: São Carlos – Ribeirão Preto, 99,5 km
6ª etapa, 27/8: Ribeirão Preto – Bauru, 211,6 km
7ª etapa, 28/8: Bauru – Sorocaba, 181 km
8ª etapa, 29/8: Sorocaba – Campinas, 169,6 km
9ª etapa, 30/8: Jundiaí – São Paulo, 51.5 km



Equipe de São José dos Campos vence o Contra-Relógio de Equipes




Bicampeã do Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo (2005/2007), a equipe de ciclismo de São José dos Campos (Scott/Marcondes César/Fadenp/São José dos Campos) começou com o pé direito a luta pelo tricampeonato da competição. A equipe do Vale do Paraíba venceu o Contra-Relógio de Equipes, realizado neste sábado (22), no Complexo Viário Jornalista Roberto Marinho (Ponte Estaiada), após completar os 5.800 m do percurso em 7min44s834. Na segunda colocação, ficou a equipe de Sorocaba (Padaria Real/Céu Azul Alimentos/Sorocaba/Cannondale), que cruzou a linha de chegada em 7min56s409, seguido de Pindamonhangaba (Fapi Funvic/Sundown/JKS/Pindamonhangaba), com o tempo de 7min58s427.

“Estamos muito contente com o nosso desempenho e, principalmente, com a vitória. Estávamos há três meses concentrados visando essa competição”, disse o ciclista Luís Carlos Tavares, o Luisão, que foi vice-campeão da classificação individual geral em 2008. “Essa vitória dá mais confiança para a equipe. Vamos continuar trabalhando em busca do nosso objetivo que é conquistar o tricampeonato”, acrescentou o atleta.

A equipe de ciclismo de São José dos Campos está sendo representada na competição por oito atletas: Luisão, Mauricio Morandi, Fabrício Morandi, Breno Sidoti, Matias Médici, Soelito Gohr, Robson Dias e Daniel Rogelin.

O Tour do Brasil – Volta Ciclística de São Paulo 2009 – é uma realização da Rede Globo, com organização da Federação Paulista de Ciclismo (FPC), Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Yescom, com apoio especial do Governo do Estado de São Paulo. A supervisão é da União Ciclística Internacional (UCI), CBC e FPC, com apoio especial das Secretarias Estaduais de Esporte e Turismo, de Transportes, de Segurança Pública, Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo, além do apoio das concessionárias, cidades e órgãos públicos envolvidos. A promoção e transmissão são da TV Globo, SporTV e Globo Internacional

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Tour do Brasil/Volta Ciclística de São Paulo define horários

São Paulo (SP), 20/08/09 – A organização do Tour do Brasil/Volta Ciclística de São Paulo divulgou os horários de largada para a competição, que começa neste sábado (22), no Complexo Viário Jornalista Roberto Marinho (Ponte Estaiada), e termina no dia 30. O horário base para início das etapas será às 7h, com exceção no domingo, no trecho São Paulo/São José dos Campos, que começará às 7h40, e a etapa final, no dia 30, de Jundiaí a São Paulo, que começará entre 9h40 e 10h40. A competição reunirá 20 equipes, sendo 14 nacionais e representantes de outros seis países e contará pontos para o ranking da União Ciclística Internacional (UCI) e Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).

Dessa forma, a programação oficial ficou assim:

1ª etapa 22/08 7h – São Paulo contra-relógio por equipes – 6 km;
2ª etapa 23/08 7h40 – São Paulo/São José dos Campos 91.1 km;
3ª etapa 24/08 7h – São José dos Campos/Atibaia 113 km;
4ª etapa 25/08 7h – Atibaia/São Carlos 247 km;
5ª etapa 26/08 7h – São Carlos/Ribeirão Preto 99,5 km;
6ª etapa 27/08 7h – Ribeirão Preto/Bauru – 211,6 km;
7ª etapa 28/08 7h – Bauru /Sorocaba 181 km;
8ª etapa 29/08 7h – Sorocaba/Campinas 169,6 km;
9ª etapa 30/08 a definir – Jundiaí/São Paulo 51.5 km.
Total: 1.289,4 km

A partir desta sexta-feira, dia 21, o Tour do Brasil/Volta Ciclística de São Paulo dará início à sua programação oficial. Será o dia de funcionamento da secretaria de prova, das 12 às 19h, destinada para confirmações das inscrições, retirada de dorsais e apresentação de licenças na Secretaria de prova, montada no Four Plus Hotels, hotel oficial da competição, na Alameda Casa Branca, 355. No mesmo dia será o Congresso Técnico com os diretores técnicos e membros do Colégio de Comissários.

O Congresso Técnico, programado para a sala de convenções do hotel, tem grande importância na competição. Afinal, trata-se do momento de informar todos os detalhes da competição aos representantes de cada equipe, bem como a chance de se fazer as alterações necessárias e de tirar as últimas dúvidas com relação à competição. O encontro é uma ação oficial da União Ciclística Internacional (UCI) e contará com a presença do comissários da prova. A secretaria funcionará das 12h às 19h.

As cidades-sede deste ano são: São Paulo, São José dos Campos, Atibaia, São Carlos, Ribeirão Preto, Bauru, Sorocaba, Campinas e Jundiaí. As cidades que compõem o percurso já adotaram o evento, incluindo ações especiais como é o caso de São Paulo, que terá a o prêmio especial Prova Ciclística Internacional Cidade de São Paulo na abertura e chegada do evento.

O Tour do Brasil – Volta Ciclística de São Paulo 2009 é uma realização da Rede Globo, com organização da Yescom, Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Federação Paulista de Ciclismo (FPC), com apoio especial do Governo do Estado de São Paulo. A supervisão é da União Ciclística Internacional (UCI), CBC e FPC, com apoio especial das Secretarias Estaduais de Esporte e Turismo, de Transportes, de Segurança Pública, Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo, além do apoio das concessionárias, cidades e órgãos públicos envolvidos. A promoção e transmissão são da TV Globo, SporTV e Globo Internacional.